Cidades
Publicada em 06/04/2020 - 23h58min

Consumo

Com restrições, algumas feiras livres serão abertas

Como parte das medidas para manter o abastecimento durante o período de quarentena devido ao coronavírus (Covid-19), as feiras livres de Mogi das Cruzes terão permissão para funcionar a partir de hoje, com restrições.
Apenas produtos perecíveis poderão ser comercializados neste momento, como frutas, legumes, hortifrúti, carnes e flores.
As feiras foram suspensas no último dia 24, no dia em que o decreto de quarentena do governo do Estado começou a vigorar. Ainda seguem sem funcionamento as quatro maiores feiras do município - a Feira Noturna da Cobal, de Cezar de Souza, Bráz Cubas e Jundiapeba "Vamos permitir que as pessoas tenham a possibilidade de aquisição de gêneros alimentícios em alguns bairros da cidade", disse o prefeito Marcus Melo (PSDB) na noite de ontem, durante transmissão ao vivo pelo Facebook. O vice-prefeito Juliano Abe (MDB) informou que a retomada de parte das feiras livres também serve para o controle de preços dos produtos. Ainda durante o comunicado ao vivo, o secretário municipal de Saúde, Henrique Naufel, estimou que o pico da propagação da doença deva ocorrer daqui a três semanas. "Não vamos dar bola para quem só quer fazer barulho porque sabemos o que é melhor para os mogianos", disse o titular da Pasta, se referindo às críticas que vem sofrendo por ser favorável ao isolamento social. "Precisamos da ajuda de todos. Já mandei o recado vários vezes, depois não venham nos cobrar", completou Naufel.
Empresas
Três empresas se prontificaram a auxiliar a cidade neste momento de pandemia. A Decathlon e o grupo Júlio Simões Logística doaram máscaras de proteção e R$ 100 mil, respectivamente. Já a GMP Marcato, em Cezar de Souza, produzirá peças dos respiradores.
Compartilhe

Video

Mais vistos