Cidades
Publicada em 04/07/2020 - 00h21min

Felipe Antonelli
Vandalismo em Mogi

GCM vai intensificar patrulhamento

Após o episódio de vandalismo contra o Monumento ao Bandeirante, em Mogi das Cruzes, na rodovia Mogi-Dutra (SP-88), a Guarda Civil Municipal (GCM) prometeu que irá intensificar o patrulhamento na área para prevenir novos episódios

Após o episódio de vandalismo contra o Monumento ao Bandeirante, em Mogi das Cruzes, na rodovia Mogi-Dutra (SP-88), a Guarda Civil Municipal (GCM) prometeu que irá intensificar o patrulhamento na área para prevenir novos episódios. Isso porque, imagens nas redes sociais, na quarta-feira, mostraram o "Homem de Lata", como é conhecido, com manchas de tinta vermelha.
Na quinta-feira, a Prefeitura realizou o trabalho de limpeza do monumento em homenagem ao bandeirante Gaspar Vaz. "É muito triste a gente ver um monumento como aquele ser vandalizado. Isso não pode ocorrer. Vamos intensificar o patrulhamento para prevenir que esse tipo de ocorrência aconteça", informou ontem a comandante da GCM, Thais Nascimento.
Outras áreas de atenção sobre vandalismo também estão sendo acompanhadas de perto, como por exemplo, a avenida das Orquídeas, onde, na última semana, infratores foram detidos por pichação. "É um trabalho diário, vamos intensificar nosso foco também nessa região", determinou Thais.
Ainda na última semana, Mogi teve de lidar com a destruição das dependências do Mirante do Pico do Urubu e a invasão à quadra esportiva inaugurada recentemente no Parque Olímpico. Após dez dias de sua inauguração, o mirante foi alvo de atos de vandalismo, quando vândalos depredaram a sala utilizada para apoio aos turistas e praticantes de voo livre. Uma moto foi queimada no local e os vidros quebrados.
O crime de vandalismo ou depredações ao patrimônio público ou privado é previsto na Código Penal e pode render prisão de três a seis meses ao infrator.
Compartilhe

Mais vistos