Cidades
Publicada em 18/07/2020 - 21h11min

Saúde

SIS retorna as marcações por meio do telefone 160

Nos últimos 30 dias, a Secretaria Municipal de Saúde conseguiu atender a demanda de pacientes que aguardavam por consultas e retornos na Rede Básica de Saúde suspensos em função da pandemia do novo coronavírus. A partir de amanhã, o atendimento do Sistema Integrado de Saúde (SIS) volta a receber ligações pelo telefone 160 para agendamento de consultas.
O horário de atendimento será realizado das 7 às 19 horas de segunda a sexta-feira e também aos sábados que, antes da pandemia, encerrava expediente às 13 horas. Os agendamentos dependerão da disponibilidade de vagas, do espaçamento de horário e outras especificidades. Odontologia, por exemplo, mantém apenas atendimentos de urgência e emergência.
As ligações para agendamento de consultas pelo 160 foram suspensas no final de março devido à pandemia de coronavírus (Covid-19). Na segunda quinzena de junho, os pacientes que tiveram as consultas canceladas no período foram contatados pela equipe do SIS com nova data para consulta.
Os pacientes que precisam passar por clínico geral, pediatra ou ginecologia, especialidades ofertadas na Rede Básica, devem entrar em contato para o agendamento das novas consultas seguindo o mesmo calendário semanal adotado antes da suspensão dos serviços. Às segundas-feiras acontece o agendamento para ginecologia; às terças-feiras para clínica geral; e às quartas-feiras pediatria. Nas quintas-feiras e sextas-feiras são agendadas vagas remanescentes ou desistências.
Com a flexibilização da quarentena, as unidades de saúde estão retomando os atendimentos com todos cuidados de segurança necessários. Em todas as unidades estão sendo adotados os cuidados de acesso necessários, respeitando números reduzidos de pessoas, uso de máscaras e um planejamento especial para garantir a segurança dos pacientes e profissionais, pois as unidades ainda atenderão eventuais demandas espontâneas suspeitas de Covid-19.
Também foram alteradas as rotinas dos profissionais em suas respectivas unidades de trabalho. "Estes ajustes foram feitos para adequar o atendimento nos postos em meio a pandemia, então é possível que mude o posto que a pessoa estava acostumada a ir ou o médico que costumava atendê-la", explica a diretora de Rede Básica, Rebeca Barufi.
Compartilhe

Mais vistos