Esportes
Publicada em 01/08/2020 - 19h12min

Contra Ponte Preta

Irregular, Verdão busca time ideal

Com atuações irregulares na retomada do Campeonato Paulista, o Palmeiras enfrenta a Ponte Preta hoje, às 19 horas, no Allianz Parque, apostando no fôlego em dia e ainda em busca da formação ideal para se classificar à final do Campeonato Paulista, torneio que não vence desde 2008.
O Palmeiras tem a melhor campanha entre os quatro semifinalistas - 25 pontos em 13 jogos -, o que lhe garante a vantagem do mando de campo na semifinal e no segundo duelo da decisão, se avançar, mas o desempenho nas últimas três partidas causou alguma preocupação.
O time perdeu para o Corinthians por 1 a 0, depois derrotando o Água Santa por 2 a 1 e o Santo André por 2 a 0 para avançar às semifinais. E, se no clássico os seus melhores momentos foram no segundo tempo, também foi na etapa final que saíram os quatro gols, sendo três dos quatro após os 40 minutos.
Esses gols tardios, aliás, parecem ser uma tônica do Palmeiras em 2020, mesmo antes da pausa das competições em função do surto do coronavírus. Tanto é assim que o time marcou 22 dos seus 26 gols nesta temporada no segundo tempo. Mas um dos poucos gols a sair na primeira etapa foi diante da Ponte Preta, em fevereiro, no Moisés Lucarelli, marcado por Willian, no triunfo por 1 a 0.
A insistência até o fim, que também é vista como dificuldade para criar, pode ser importante para evitar o que aconteceu em 2019, quando após dois 0 a 0, caiu nas semifinais nos pênaltis para o São Paulo, mesmo atuando em seu estádio. A Ponte Preta, aliás, também traz uma memória ruim para o Palmeiras sobre outra semifinal, a de 2017, quando foi eliminado na sua casa com uma vitória insuficiente por 1 a 0, pois havia perdido em Campinas por 3 a 0.
Evitar a repetição de histórias ruins também poderá levar o técnico Vanderlei Luxemburgo a alcançar um marco hoje. Terceiro treinador que mais vezes dirigiu o Palmeiras - 390 partidas -, poderá se igualar a Luiz Felipe Scolari, o segundo da lista de jogos, na vice-liderança de vitórias, com 237. Os dois rankings são liderados por Oswaldo Brandão (586 partidas e 342 vitórias). (E.C.)
Compartilhe

Mais vistos