Cidades
Publicada em 15/09/2020 - 00h05min

Felipe Antonelli
Definido nas convenções

Candidaturas de vereadores presos são confirmadas

Além do vereador do PL, Jean Lopes, que mesmo preso já havia sido confirmado pelo partido na disputa das eleições municipais deste ano, as convenções partidárias realizadas entre a última sexta-feira e domingo oficializaram mais quatro vereadores presos suspeitos de corrupção como candidatos no próximo pleito. O MDB, de Mauro Araújo e Diego de Amorim Martins; o PSD, do vereador foragido Antonio Lino; e o PSB de Carlos Evaristo, confirmaram os parlamentares nas eleições de novembro em busca da reeleição. 
O único dos seis vereadores presos investigados no esquema de corrupção na Câmara Municipal que não consta oficialmente como candidato é o parlamentar do PSB, Francisco Moacir Bezerra, o Chico Bezerra. Segundo sua assessoria, o parlamentar ainda não decidiu se lançará seu nome ao cargo. Com a alteração do calendário eleitoral, em razão da pandemia da Covid-19, o prazo final para a apresentação do pedido de registro de candidatura na Justiça Eleitoral, inicialmente definido para 15 de agosto, passou para o dia 26 de setembro.
Segundo o PL, que na semana passada confirmou à reportagem o parlamentar Jean Lopes na disputa, não se pode condenar uma pessoa antes dela se defender ou ser, de fato, condenada pela Justiça, baseada em provas. "Ele (vereador Lopes) continua no pleito, pois não foi cassado e nem apresentou sua desistência", concluiu a nota encaminhada pelo presidente da sigla, deputado estadual Marcos Damásio, afirmando que segue aguardando os desdobramentos do processo na Justiça.
Já o PSD que realizou a convenção no último sábado, dia 12, cumprindo as determinações da Justiça Eleitoral, afirmou que o vereador Antonio Lino apresentou sua candidatura por procuração, o que é uma prerrogativa legal, confirmando o parlamentar no pleito. (F.A.)

Compartilhe
Comentários
Comentar

Mais vistos