Cidades
Publicada em 21/11/2020 - 02h10min

Ruim para a democracia

Prefeito Melo espera debate de ideias, sem fake news

As fake news tornaram-se uma constante durante as eleições presidenciais de 2018 e sua herdeira direta, as eleições municipais deste ano, também colhem os frutos da disseminação massiva de conteúdo não apurado e de credibilidade duvidosa. Em Mogi das Cruzes, não tem sido diferente. Os prefeituráveis que alcançaram o 2° turno relatam frequentes ataques com inverdades compartilhadas nas redes sociais.
O prefeito Marcus Melo (PSDB) informou estar sendo vítima constante desse tipo de ataque. "Durante o primeiro turno, sofremos ataques todos os dias por parte dos adversários. Eram seis contra um. Apesar disso, mantivemos uma campanha de alto nível. O nosso concorrente até foi punido pela Justiça Eleitoral e chegou a perder um programa eleitoral por veicular fake news", lembrou.
Melo lamentou os ataques, pois representam uma perda de oportunidade para exposição e debate de ideias. Segundo ele, com as fake news, esse espaço acabe tendo de ser preenchido por conteúdo para desmentir as invenções. "Os mogianos querem comparar as propostas e são os maiores prejudicados com as mentiras. Nós nos defendemos, expomos a verdade. Leva tempo, porém, quem está em busca da verdade não se abala", contou.
O prefeito não deu detalhes sobre as fake news mais divulgadas nas redes sociais, mas torce para uma campanha mais limpa neste segundo turno. "Sofremos com muitas fake news ao longo da campanha, todas prejudicam demais o processo eleitoral. Toda mentira é prejudicial, não apenas para a minha campanha, mas principalmente para os mogianos. Espero, sinceramente, que neste segundo turno tenhamos uma campanha mais limpa para o bem da nossa cidade", completou.
O posicionamento do vereador Caio Cunha (Pode) sobre as fake news e os riscos que elas podem trazer à imagem das pessoas foi publicado na edição de ontem pelo Mogi News. (L.K.)
Compartilhe

Mais vistos