Aedes Aegypti

Mais de 4 mil casos de dengue na região

No Alto Tietê, Itaquaquecetuba é o município campeão na proliferação da doença com 1,2 mil ocorrências. Mogi é o segundo e Poá o melhor colocado

Fernanda Fernandes
29/09/2015 às 06:10
Atualizada em 29/09/2015 às 06:10.
Mais de 4 mil pessoas já foram infectadas pelo mosquito da dengue no Alto Tietê apenas este ano - um caso a cada 392,5 habitantes. Destes, 89,41% são autóctones, quando o vírus é contraído no próprio município. Os dados são de oito cidades da região. Com a chegada do período de chuvas e a proximidade do verão, que terá início em dois meses, a Secretaria de Estado da Saúde vai ampliar as ações de combate ao mosquito com a contratação de 500 agentes para atuar durante o período de maior risco.
A região ainda registra uma média de 446 casos por mês e Itaquaquecetuba é campeã na proliferação da doença, com 1,2 mil ocorrências em nove meses, quase 30% do que foi registrado em todo o Alto Tietê. Pelo menos 98% dos casos de dengue no município são autóctones e apenas 1,83% são importados.
A prefeitura afirma que realiza várias ações. A mais recente realizada pelo Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) e a coordenação da Atenção Básica e Vigilância Epidemiológica, que criaram o comitê intersetorial, em que várias secretarias participam. "Também está sendo montado um projeto junto com a Secretaria de Educação e Direção de Ensino, para formação de alunos multiplicadores, entre outras ações".
A segunda cidade que mais registra ocorrências de dengue é Mogi das Cruzes, onde 858 pessoas já foram infectadas pelo mosquito. Destes, 83,91% adquiriram a doença dentro do próprio município. Inclusive, duas pessoas já morreram por conta da doença este ano.
Em maio, Ferraz de Vasconcelos chegou a decretar situação de emergência por conta do número de infectados que não parava de crescer. Até o momento, a cidade já registrou 649 ocorrências de dengue, sendo apenas 8 importados, segundo informações da Vigilância Epidemiológica.
Em Suzano, 421 casos da doença foram confirmados, número 8 vezes maior que o total registrado no ano passado. A Prefeitura informou que realiza ações preventivas para evitar com que mais pessoas contraiam a doença. "Os trabalhos continuam ao longo do ano, mesmo com os picos de transmissão de casos ocorrendo historicamente entre os meses de março e maio (época propícia para a reprodução do mosquito transmissor da doença)".
Poá foi o município que registrou o menor número de confirmações do vírus. Apenas um caso a cada 500 habitantes. Até o momento, houve o registro de 228 casos de dengue, porém, 59,64% são importados, ou seja, mais da metade contraiu a doença fora da cidade.
Mesmo com o trabalho das prefeituras e governo do Estado e Federal, a participação da população é essencial. E a melhor forma de se evitar a dengue é combater os focos de acúmulo de água, locais propícios para a criação do mosquito transmissor da doença. Para isso, é importante não acumular água em latas, embalagens, copos plásticos, tampinhas de refrigerantes, pneus velhos, vasinhos de plantas, jarros de flores, garrafas, caixas d´água, tambores, latões, cisternas, sacos plásticos e lixeiras, entre outros.
Quem Somos

Fundado por Paschoal Thomeu – circulou em 22 de novembro de 1975. Em 1992, o administrador de empresas e publicitário Sidney Antonio de Moraes adquiriu a marca e relançou o jornal em 27 de outubro. O projeto foi ganhando força e, em 23 de abril de 1997, o jornal, até então preto-e-branco e veiculado apenas uma vez por semana, passou a circular colorido e bissemanalmente. Em 18 de maio do mesmo ano, a circulação foi ampliada para trissemanal e, finalmente, em 21 de junho de 1997 concretizou-se o lançamento do Mogi News diário. São inúmeras ações que, aliadas à qualidade editorial e gráfica, consagram o Mogi News como o jornal mais lido e respeitado do Alto Tietê

Entre em contato:

(11) 4735-8000
[email protected]
[email protected]
[email protected]

Av: Japão, 46 - sala 06 - Vila Ipiranga - Centro - Mogi das Cruzes

© 2022 Todos Os Direitos Reservados Ao Portal News