no fim do ano

Comércio da região abrirá 2,2 mil vagas temporárias

Quantidade representa uma queda de 20% na comparação com os anos anteriores; seleção será mais rigorosa

Stefany Leandro
03/10/2015 às 06:10
Atualizada em 03/10/2015 às 06:10.
Daniel Carvalho

Airton Nogueira 03 10 2015 - FOTO: Daniel Carvalho

A crise econômica vai refletir de forma negativa na geração de empregos temporários no Alto Tietê neste fim de ano. A estimativa, segundo o Sindicato dos Empregados no Comércio de Mogi das Cruzes (Sincomerciários), é de que apenas 2.250 vagas sejam geradas pelo comércio da região.
O presidente do Sincomerciários, Jair Mafra, a previsão é que o número de contratações temporárias fique cerca de 20% menores na comparação com o mesmo período do ano passado. "Embora sempre haja uma expectativa de reação e melhora nas vendas no último trimestre do ano e, mesmo que isso ocorra, as empresas, provavelmente, tentarão não aumentar os custos devido à crise econômica", descreveu.
Segundo Mafra, o corte de gastos é uma forma de tentar recuperar o lucro perdido ao longo do ano. "Houve uma retração no consumo com o pessimismo gerado com a crise política e todos tiveram que adequar os gastos ao momento econômico. A expectativa é que as vendas de final de ano sejam melhores do que se viu no decorrer de 2015 e se aproxime do índice do ano anterior. Mas, para obter resultados melhores, as empresas continuarão cortando custos de forma geral e, dentro deste contexto, devem contratar menos empregados temporários", explicou.
O presidente do Sindicato do Comércio Varejista de Mogi e Região (Sincomércio), Airton Nogueira, por sua vez, destacou que diante do atual cenário, os critérios para a seleção dos candidatos serão ainda mais rigorosos. "Embora seja difícil fazer uma estimativa, a certeza é que teremos a abertura de vagas temporárias para atender a demanda de clientes que é crescente neste período de Natal. Mas, deve ser menor que nos anos anteriores. Outra questão é que o empresário vai ter que ter um cuidado ainda maior na escolha. Procurar pessoas mais habilitadas, pois, para a efetivação de uma venda, 90% depende do atendimento", comenta.
Nogueira destaca ainda, que aqueles que forem contemplados devem fazer o possível para permanecer nelas. "Estudos apontam que a partir de março, o desemprego no País deve ter um aumento considerável. Esperamos que o cenário mude, mas, de qualquer forma, essa pessoa contratada temporariamente deve aproveitar a oportunidade e buscar a efetivação", concluiu o sindicalista.
Quem Somos

Fundado por Paschoal Thomeu – circulou em 22 de novembro de 1975. Em 1992, o administrador de empresas e publicitário Sidney Antonio de Moraes adquiriu a marca e relançou o jornal em 27 de outubro. O projeto foi ganhando força e, em 23 de abril de 1997, o jornal, até então preto-e-branco e veiculado apenas uma vez por semana, passou a circular colorido e bissemanalmente. Em 18 de maio do mesmo ano, a circulação foi ampliada para trissemanal e, finalmente, em 21 de junho de 1997 concretizou-se o lançamento do Mogi News diário. São inúmeras ações que, aliadas à qualidade editorial e gráfica, consagram o Mogi News como o jornal mais lido e respeitado do Alto Tietê

Entre em contato:

(11) 4735-8000
[email protected]
[email protected]
[email protected]

Av: Japão, 46 - sala 06 - Vila Ipiranga - Centro - Mogi das Cruzes

© 2022 Todos Os Direitos Reservados Ao Portal News