João XXIII

Área abandonada no Socorro oferece riscos para pedestres

Mato atrai bichos e já virou ponto de usuários de drogas; Secretaria de Saúde exigiu limpeza dos terrenos

Stefany Leandro
10/05/2016 às 22:00
Atualizada em 10/05/2016 às 22:00.
Daniel Carvalho

Morador relatou que usuários de crack se reúnem frequentemente no local - FOTO: Daniel Carvalho

O abandono de uma área localizada na avenida João XXIII, no Socorro, tem preocupado os moradores da região. Isso porque além da grande quantidade de mato, propícia para a proliferação de bichos, o local passou a ser utilizado como abrigo para usuários de drogas.
A principal preocupação, segundo um morador que, com medo de represálias preferiu não se identificar, é de que o espaço venha a ser um atrativo para a prática de crimes. "O mato está cobrindo tudo e também existem algumas construções onde um bandido pode se esconder e fazer o que quiser sem ser visto. Nada impede que uma mulher que esteja passando na calçada seja arrastada para dentro do matagal para ser estuprada. É preciso que a prefeitura dê um jeito nisso", alertou.
Conforme relata outro reclamante, que passa pelo local diariamente, é comum ver os usuários de crack consumindo a droga sem nenhuma preocupação. O medo é de que, com a facilidade encontrada por eles, o espaço venha se transformar em uma "cracolândia". "Eles sempre ficam usando crack aqui, mas de uns tempos pra cá, o número de pessoas vem aumentando. Alguém precisa dar um jeito nessa situação o mais rápido possível, antes que aconteça algo pior", comentou.
Ainda de acordo com os entrevistados pelo Mogi News, o problema chegou a ser denunciado junto à Ouvidoria Municipal. A queixa inclui também a necessidade de limpeza da área para evitar a proliferação de animais e insetos transmissores de doenças, como o mosquito Aedes aegypti.
Resposta
Em nota, a Secretaria Municipal de Segurança informou que, na área em questão, existem oito imóveis. No dia 11 de abril, os proprietários foram notificados a realizar a limpeza dos locais e a construção de muros, de acordo com o que determina a legislação municipal.
Por fim, esclareceu que "com o fim do prazo de 30 dias previsto em lei, os fiscais voltarão para fazer a verificação das condições dos imóveis. Sendo detectadas irregularidades, os responsáveis serão autuados e novamente notificados para a execução dos serviços necessários".
Quem Somos

Fundado por Paschoal Thomeu – circulou em 22 de novembro de 1975. Em 1992, o administrador de empresas e publicitário Sidney Antonio de Moraes adquiriu a marca e relançou o jornal em 27 de outubro. O projeto foi ganhando força e, em 23 de abril de 1997, o jornal, até então preto-e-branco e veiculado apenas uma vez por semana, passou a circular colorido e bissemanalmente. Em 18 de maio do mesmo ano, a circulação foi ampliada para trissemanal e, finalmente, em 21 de junho de 1997 concretizou-se o lançamento do Mogi News diário. São inúmeras ações que, aliadas à qualidade editorial e gráfica, consagram o Mogi News como o jornal mais lido e respeitado do Alto Tietê

Entre em contato:

(11) 4735-8000
[email protected]
[email protected]
[email protected]

Av: Japão, 46 - sala 06 - Vila Ipiranga - Centro - Mogi das Cruzes

© 2022 Todos Os Direitos Reservados Ao Portal News