medicamentos no lixão

Itaquá vai apurar descarte irregular

Reportagem do Dat esteve ontem no "aterro da Pajoan", no Ribeiro, após denúncia, e verificou que diversos remédios foram descartados no local

Claudia Irente
15/03/2018 às 21:28
Atualizada em 15/03/2018 às 21:28.
Vitoria Mikaelli

Frascos de medicamentos descartados no antigo lixão de Itaquá - FOTO: Vitoria Mikaelli

Após receber uma denúncia sobre descarte de medicamentos no antigo lixão de Itaquaquecetuba, a reportagem do Grupo Mogi News foi, na manhã de ontem, até a área localizada na estrada José Sgobin, no Ribeiro, e verificou, no local - conhecido também como "aterro da Pajoan" -, que realmente houve o despejo irregular de remédios.
De acordo com o apurado pela equipe, logo na entrada do terreno e até na via pública podiam ser encontrados frascos, aparentemente vazios, das seguintes substâncias: cloridrato de vancomicina, androcortil, succinato sódico de hidrocortisona e hepamax-s heparina sódica suína, com data de validade para 2019 e número de lote, além de algumas caixas jogadas na beira da estrada, bem como no interior do lixão desativado.
A reportagem questionou a Prefeitura de Itaquá, para saber se o caso já era de conhecimento da administração municipal e quais as providências que serão adotadas, uma vez que o descarte pode ser considerado crime ambiental, se for constatado pelos órgãos competentes que houve danos ou impactos negativos ao meio ambiente. Em nota, a Prefeitura informou, após ser comunicada pelo Dat, que: "o Departamento de Fiscalização e a Vigilância Sanitária estiveram no local e encontraram frascos vazios de anticoagulante e antibióticos. A administração irá autuar os responsáveis pelo descarte irregular nesta área".
O Grupo MN entrou em contato novamente com a Prefeitura, para saber se já tinham identificado os responsáveis, e a assessoria de Imprensa disse que iria enviar uma nota complementar. Entretanto, até o fechamento desta edição, não foram enviadas informações adicionais ao caso. 
O chamado "aterro da Pajoan" está interditado desde abril de 2011, quando houve uma explosão e o desmoronamento de 400 mil toneladas de lixo. A área onde houve o descarte dos frascos de medicamentos não fica próxima do lugar onde houve a explosão e sim perto do ponto onde antigamente escorria o chorume, já beirando a estrada José Sgobin. Na localidade, também não há residências e não foram localizadas possíveis testemunhas do despejo irregular dos medicamentos.
Quem Somos

Fundado por Paschoal Thomeu – circulou em 22 de novembro de 1975. Em 1992, o administrador de empresas e publicitário Sidney Antonio de Moraes adquiriu a marca e relançou o jornal em 27 de outubro. O projeto foi ganhando força e, em 23 de abril de 1997, o jornal, até então preto-e-branco e veiculado apenas uma vez por semana, passou a circular colorido e bissemanalmente. Em 18 de maio do mesmo ano, a circulação foi ampliada para trissemanal e, finalmente, em 21 de junho de 1997 concretizou-se o lançamento do Mogi News diário. São inúmeras ações que, aliadas à qualidade editorial e gráfica, consagram o Mogi News como o jornal mais lido e respeitado do Alto Tietê

Entre em contato:

(11) 4735-8000
[email protected]
[email protected]
[email protected]

Av: Japão, 46 - sala 06 - Vila Ipiranga - Centro - Mogi das Cruzes

© 2022 Todos Os Direitos Reservados Ao Portal News