Na pauta

Taxistas querem agilidade na regulamentação do Uber

Projeto que regulariza atividade está em tramitação na câmara e deve ser votado dentro de um prazo de 40 dias

Nayara Francesco*
29/08/2018 às 06:10
Atualizada em 29/08/2018 às 06:10.
Vitoria Mikaelli

Reunião com taxistas na Câmara Municipal - FOTO: Vitoria Mikaelli

Os taxistas de Mogi das Cruzes foram ouvidos, na tarde de ontem, durante uma reunião solicitada pelo vereador Francisco Bezerra (PSB) na Câmara Municipal para tratar sobre a regulamentação dos serviços de transporte por aplicativos. De acordo com o vereador Mauro de Assis Margarido (PSDB), o Maurinho Despachante, o projeto está previsto para ser votado na câmara em um prazo de 40 dias.
Segundo o parlamentar, estavam presentes na reunião cerca de 50 profissionais. "Eles querem que a regulamentação seja rápida e de forma justa, coerente e igualitária. A maior reclamação é que os aplicativos oferecem um serviço muito barato, que acaba prejudicando os taxistas que, por sua vez, pagam impostos sobre os serviços", declarou o vereador.
O presidente do Sindicato dos Taxistas de Mogi, Sandro Monfort, contou que os taxistas pediram agilidade na votação do projeto. "Se não houver uma regularização, os dias dos taxistas estão contados", alertou o sindicalista.
Ele ainda revelou alguns dados que sustentam a necessidade da regulamentação da profissão de motorista por aplicativos. "Em Mogi, são apenas 183 motoristas com alvarás para ser taxista e cada um deles tem o direito a dois motoristas auxiliares. Isso totaliza aproximadamente 450 taxistas em Mogi, que é cerca de 2,2 mil habitantes para cada veículo", calculou. "Já os motoristas por aplicativos são muitos," afirmou.
Monfort ainda argumentou que os taxistas não conseguem concorrer com os aplicativos. "Ainda existem os motoristas flutuantes, de outras cidades, que ficam em Mogi para trabalhar. Já o taxista não pode ficar em outra cidade, ele tem que voltar para o município onde está regularizado", esclareceu. Segundo o dirigente, como a profissão de motorista por aplicativos não é regularizada, a prefeitura não consegue realizar a fiscalização.
O projeto para regulamentar os serviços de transporte por aplicativos, como Uber, Cabify e 99, foi enviado à câmara neste mês e ainda se encontra em tramitação na casa. O pessedebista revelou que, no momento, a proposta está na Comissão de Justiça e Redação para avaliação. "Em seguida, vai para a Comissão de Finanças e, depois, para Transporte. Só então será votada pelos vereadores", detalhou Maurinho, que estimou esse percurso em, no máximo, 40 dias.
* Texto supervisionado pelo editor.
Quem Somos

Fundado por Paschoal Thomeu – circulou em 22 de novembro de 1975. Em 1992, o administrador de empresas e publicitário Sidney Antonio de Moraes adquiriu a marca e relançou o jornal em 27 de outubro. O projeto foi ganhando força e, em 23 de abril de 1997, o jornal, até então preto-e-branco e veiculado apenas uma vez por semana, passou a circular colorido e bissemanalmente. Em 18 de maio do mesmo ano, a circulação foi ampliada para trissemanal e, finalmente, em 21 de junho de 1997 concretizou-se o lançamento do Mogi News diário. São inúmeras ações que, aliadas à qualidade editorial e gráfica, consagram o Mogi News como o jornal mais lido e respeitado do Alto Tietê

Entre em contato:

(11) 4735-8000
[email protected]
[email protected]
[email protected]

Av: Japão, 46 - sala 06 - Vila Ipiranga - Centro - Mogi das Cruzes

© 2022 Todos Os Direitos Reservados Ao Portal News