Saúde

Tratamento ajuda a abandonar o vício

Atendida pelo Grupo de Atenção ao Tabagista na UBS Alto do Ipiranga, a paciente Roseli do Carmo Soares completou 22 dias sem fumar

Dirceu Sousa
29/08/2018 às 23:52
Atualizada em 29/08/2018 às 23:52.

FOTO:

A paciente Roseli do Carmo Soares, de 59 anos, comemorou ontem, Dia Nacional de Combate ao Fumo, 22 dias sem colocar um cigarro na boca. A dona de casa fumava 35 cigarros por dia e só conseguiu largar o vício depois de ser atendida no Grupo de Atenção ao Tabagista na UBS Alto do Ipiranga.
O Alto Ipiranga é a 13ª unidade integrada ao Programa Municipal de Combate ao Tabagismo, iniciativa pioneira da Prefeitura de Mogi das Cruzes que oferece tratamento para quem deseja largar o vício do cigarro. O programa foi criado em 2007 e é realizado conforme protocolo do Ministério da Saúde. Além do Dia Nacional de Combate ao Fumo, nesta semana também será comemorado amanhã o Dia Mundial sem Tabaco.
"Foram 44 anos fumando. Cheguei a fumar 35 cigarros por dia. Acordava, ia para a cozinha, acendia um cigarro. Ia tomar banho, acendia outro", contou. A paciente começou a fumar com 15 anos, depois de ver a irmã mais velha fumando. "Minha irmã conseguiu parar e sempre me incentivou. Mas depois que meu marido faleceu, eu passei a fumar mais, por causa da ansiedade", contou.
No dia 31 de julho, ela participou da primeira reunião do Grupo de Atenção ao Tabagista, da UBS Alto do Ipiranga, onde pôde trocar experiências com outros fumantes. Na unidade, passou por consulta médica para avaliar o grau de dependência da nicotina. "Fazemos o teste de Fagerstrom que nos mostra o grau de dependência do paciente, se é alto ou baixo. Com essas informações, sabemos se o tratamento será apenas com adesivo de nicotina, quantos miligramas e se é necessário adotar outro medicamento durante o tratamento", explicou a enfermeira do programa, Michele Diniz.
Junto com a médica Regina Massako Nakayama, elas acompanham o paciente durante um ano. "São quatro sessões em grupo, onde eles entendem o porque fumam, quais os métodos para parar ou diminuir e os benefícios obtidos ao largar o vício. Nessa fase, já entramos com os medicamentos e adesivos. Depois, têm as consultas de manutenção", explicou.
Roseli já conseguiu identificar inúmeros benefícios. "Eu nunca havia tentado parar de fumar antes, mas tinha consciência de que deveria parar o mais rápido possível. Estou há 22 dias sem fumar nada, para quem fumava até 35 cigarros, isso é uma grande vitória. Estou menos ofegante, voltei a sentir o cheiro das coisas, estou comendo melhor, dormindo melhor. Estou muito feliz", disse Roseli.
Para participar do Grupo de Combate ao Tabagismo, o interessado deve procurar a UBS Alto do Ipiranga e se inscrever. A unidade entra em contato com o pretendente para consulta de triagem e diagnóstico. A UBS funciona de segunda a sexta-feira, das 8 às 17 horas. O endereço da unidade é avenida Capitão Joaquim de Melo Freire, s/n, Alto do Ipiranga. O telefone para outras informações é o 4735-1314.
Quem Somos

Fundado por Paschoal Thomeu – circulou em 22 de novembro de 1975. Em 1992, o administrador de empresas e publicitário Sidney Antonio de Moraes adquiriu a marca e relançou o jornal em 27 de outubro. O projeto foi ganhando força e, em 23 de abril de 1997, o jornal, até então preto-e-branco e veiculado apenas uma vez por semana, passou a circular colorido e bissemanalmente. Em 18 de maio do mesmo ano, a circulação foi ampliada para trissemanal e, finalmente, em 21 de junho de 1997 concretizou-se o lançamento do Mogi News diário. São inúmeras ações que, aliadas à qualidade editorial e gráfica, consagram o Mogi News como o jornal mais lido e respeitado do Alto Tietê

Entre em contato:

(11) 4735-8000
[email protected]
[email protected]
[email protected]

Av: Japão, 46 - sala 06 - Vila Ipiranga - Centro - Mogi das Cruzes

© 2022 Todos Os Direitos Reservados Ao Portal News