CONTRACAPA

Pedágio

Outubro de 2019

Artesp lança projeto de concessão de rodovias mogianas, dentre elas a Mogi-Dutra (SP-88) e Mogi-Bertioga (SP-98). Na rodovia que liga ao litoral, nenhuma melhoria significativa está prevista. Mas, na Mogi-Dutra, a proposta de instalação de uma praça de pedágio gera revolta. Começava ali, um dos maiores movimentos populares da história recente da cidade.

fevereiro de 2020

Após três manifestações de grande porte e com o governo do Estado anunciando que estudaria remover do projeto o posto de cobrança, o movimento Pedágio Não faz o maior ato para frear a proposta. O protesto contou com cerca de 500 pessoas.

Março de 2020

Artesp anuncia oficialmente que o pedágio não será instalado na km 45 da rodovia Mogi-Dutra, como constava no projeto original. A estatal passa analisar outras possibilidades e, desde então, pouca coisa foi anunciada. Meses depois, com o projeto em banho maria, o prefeito Marcus Melo (PSDB) afirma que "não deixará" instalar o pedágio em Mogi.

Pandemia

MArço de 2020

Dias após o médico Henrique Naufel assumir a Secretária Municipal de Saúde, a Organização Mundial da Saúde declara a situação da Covid-19 como estado de pandemia. No mesmo mês, morre o primeiro paciente de Mogi das Cruzes em decorrência do novo coronavírus. Dias antes, em fato inédito, o comércio é fechado, restando apenas serviços essenciais.

junho de 2020

Comércio começa a receber liberação para retomar atividades.

Agosto de 2020

Aberto desde maio para receber pacientes com quadros leves da Covid-19, hospital de campanha é desativado pela Prefeitura, devido a queda de internações. Mogi chega, no último dia do mês, a 325 mortes em decorrência do coronavírus. Já são 6.883 casos positivos para a doença.

Deixe uma resposta

Comentários