Um dia de Caos

Temporal alaga vários pontos da cidade e gera transtornos

Cenário foi marcado por moradores ilhados, veículos levados pela enchente, queda de energia e trânsito caótico

Vitor Gianluca*
09/01/2020 às 01:09
Atualizada em 09/01/2020 às 01:09.
Amanda Miwa

Chuva forte em Mogi das Cruzes alaga vários pontos da cidade - Rua Santa Rosa Vila Industrial - FOTO: Amanda Miwa

Uma forte chuva atingiu a cidade de Mogi das Cruzes na tarde de ontem. Ao longo de algumas horas, foram registrados lentidão no trânsito, enchentes, queda de energia em vários pontos do município, gerando transtornos para os moradores. Parque Monte Líbano, Mogi Moderno, Socorro, Vila Natal, Ponte Grande, Mogilar, Centro, Vila Industrial e os distritos de Cezar de Souza e Jundiapeba foram as regiões mais afetadas pelo temporal.
A Vila Industrial teve diversos pontos de alagamento, sendo considerada a área mais afetada. Fernanda Correia é proprietária de um comércio no bairro e afirmou que há muitos anos não ocorria uma chuva igual a de ontem. "Faz 20 anos que não chove assim. Os moradores estão empurrando os carros para tirá-los da enchente. A água da rua está na altura da cintura das pessoas", relatou a comerciante. Uma das avenidas mais acessadas na região é a Cavalheiro Nami Jafet, que registrou um trânsito intenso.
A rua Primeiro de Setembro, na região central, foi outro ponto preocupante. O nível de água subiu bastante e deixou muitos ilhados. Elisangela do Nascimento, balconista de comércio, informou que os clientes ficaram presos dentro da loja e citou fatos que ocorreram no local. "A chuva derrubou algumas motos que estavam estacionadas ao lado da calçada e virou alguns carros. Um ônibus ainda passou por aqui soltando muita fumaça", descreveu. Também no centro da cidade, na rua José Bonifácio, houve queda de energia, desativando os semáforos da via.
No momento da chuva, estava acontecendo uma partida da Copa São Paulo de Futebol Júnior entre Real-DF e o Juventus da Mooca de São Paulo no Estádio Municipal Francisco Ribeiro Nogueira, o Nogueirão. Com a intensidade das pancadas, a partida teve de ser paralisada.
Um atacadista da cidade foi invadido pela água, inclusive, em imagens que circularam nas redes sociais, houve corredeira d'água no interior do comércio. Próximo à Universidade de Mogi das Cruzes (UMC), o nível de água também aumentou, alcançando aproximadamente um metro de altura.
Outro local prejudicado foi o Clube de Campo de Mogi das Cruzes (CCMC). Após os transtornos, as equipes de manutenção realizaram os serviços necessários, e, no final da tarde, a partir das 18 horas, o funcionamento do espaço mogiano já havia sido normalizado. (Texto supervisionado pelo editor)
Quem Somos

Fundado por Paschoal Thomeu – circulou em 22 de novembro de 1975. Em 1992, o administrador de empresas e publicitário Sidney Antonio de Moraes adquiriu a marca e relançou o jornal em 27 de outubro. O projeto foi ganhando força e, em 23 de abril de 1997, o jornal, até então preto-e-branco e veiculado apenas uma vez por semana, passou a circular colorido e bissemanalmente. Em 18 de maio do mesmo ano, a circulação foi ampliada para trissemanal e, finalmente, em 21 de junho de 1997 concretizou-se o lançamento do Mogi News diário. São inúmeras ações que, aliadas à qualidade editorial e gráfica, consagram o Mogi News como o jornal mais lido e respeitado do Alto Tietê

Entre em contato:

(11) 4735-8000
[email protected]
[email protected]
[email protected]

Av: Japão, 46 - sala 06 - Vila Ipiranga - Centro - Mogi das Cruzes

© 2022 Todos Os Direitos Reservados Ao Portal News