Itaquá

Garra impede realização de pancadão na Vl. Monte Belo

Evento ocorre durante os finais de semana; moradores do bairro reclamaram do barulho com a Polícia Civil

Nicolas Takada*
21/01/2020 às 23:10
Atualizada em 21/01/2020 às 23:10.

FOTO:

Uma operação do Grupo Armado de Repressão a Roubos e Assaltos (Garra), da Polícia Civil de Mogi das Cruzes, impediu que um pancadão, conhecido como "Baile do Projac" pudesse ocorrer no final de semana passado, no bairro Vila Monte Belo, em Itaquaquecetuba. Segundo o delegado do Garra, Eduardo Boigues, há algum tempo diversos moradores estavam reclamando de perturbação e barulho e, após uma reunião com a população do bairro, os agentes se anteciparam ao evento que ocorreria no domingo.
A operação começou quando diversos moradores entraram em contato com os agentes do Garra, denunciando os pontos em que os pancadões eram realizados nos finais de semana, durante a madrugada. Boigues explicou que Itaquá sempre recebeu este tipo de festa, mas nunca foi um problema para a vizinhança, pois eram em lugares mais afastados, mas isso começou a mudar há pouco tempo.
Algumas dessas festas atraem diversos públicos, mesmo sem divulgação prévia. Elas começam com pequenos grupos ao redor de um carro, com aparelhagem de som ou na frente de um estabelecimento comercial, que funciona como um "paredão" de som.
"Acontecia fora do centro da cidade, ficava em lugares mais afastado, mas depois os organizadores começaram a se encontrar em locais mais próximos. O que começou a prejudicar os moradores", disse o delegado.
Os agentes foram até o local na madrugada de domingo, algumas horas antes, para fiscalizar o bairro. Quando os jovens e os carros de som começaram a aparecer, o Garra dispersou a festa. "O fato da polícia de ter chegado antes do evento começar foi bom para dispersar as pessoas, pois assim conseguimos conversar e orientar, sem usar qualquer tipo de força".
Após o evento se dispersar, diversas garrafas de álcool e algumas embalagens de drogas ficaram largadas na rua Piracicaba. Os produtos foram apreendidos, mas ninguém foi preso durante a operação.
De acordo com Boigues, outras festas devem acontecer nos próximos finais de semana, mas os pontos escolhidos podem mudar de acordo com os organizadores do evento. "Não sou contra a diversão, mas precisa ter um limite quando começa a prejudicar outros moradores. Eles poderiam fazer lá no rodeio de Itaquá, um lugar um pouco afastado, mas sempre respeitando o horário", apontou.
No domingo passado, o Grupo Mogi News publicou uma matéria especial sobre os dois lados dos pancadões, sendo a diversão dos jovens que não possuem outros eventos, e também a opinião da polícia e dos moradores, que acabam sendo prejudicados com esse tipo de evento.
*Texto supervisionado pelo editor.
 
Quem Somos

Fundado por Paschoal Thomeu – circulou em 22 de novembro de 1975. Em 1992, o administrador de empresas e publicitário Sidney Antonio de Moraes adquiriu a marca e relançou o jornal em 27 de outubro. O projeto foi ganhando força e, em 23 de abril de 1997, o jornal, até então preto-e-branco e veiculado apenas uma vez por semana, passou a circular colorido e bissemanalmente. Em 18 de maio do mesmo ano, a circulação foi ampliada para trissemanal e, finalmente, em 21 de junho de 1997 concretizou-se o lançamento do Mogi News diário. São inúmeras ações que, aliadas à qualidade editorial e gráfica, consagram o Mogi News como o jornal mais lido e respeitado do Alto Tietê

Entre em contato:

(11) 4735-8000
[email protected]
[email protected]
[email protected]

Av: Japão, 46 - sala 06 - Vila Ipiranga - Centro - Mogi das Cruzes

© 2022 Todos Os Direitos Reservados Ao Portal News