Investigação

Gerice crê em participação de esposa no homicídio do irmão

Policial Neilo Lione foi encontrado morto na manhã do sábado passado; SHPP de Guarulhos investiga o caso

Felipe Antonelli
23/01/2020 às 00:23
Atualizada em 23/01/2020 às 00:23.
Felipe Claro

Nova exposição da câmara conta histórias de mulheres no legislativo - presidente da Câmara de Suzano Gerice Lione (PR) - FOTO: Felipe Claro

Pela segunda vez, desde o assassinato do policial militar de Neilo Rego Lione, no último sábado, a presidente da Câmara Municipal e irmão da vítima, vereadora Gerice Lione (PL), concedeu uma coletiva de Imprensa na manhã de ontem e afirmou que até o momento ninguém havia sido preso, mesmo após os rumores na cidade de que a esposa do policial teria confessado o crime para a Corregedoria da PM.
Informações dão conta de que o Setor de Homicídios de Proteção à Pessoa (SHPP) de Guarulhos, que está a frente das investigações, havia solicitado à Justiça a prisão temporária da esposa do PM morto e de uma outra policial que também estaria envolvida no caso.
"O que aconteceu é que a amiga dela (esposa de Neilo) se apresentou na corregedoria para falar sobre o caso. Não houve confissão e ninguém está preso. Em razão da profissão, a gente vê elementos da autoria. Quando meu irmão foi encontrado, ele estava enrolado em um edredom, que era o da casa dele", ressaltou durante coletiva. A Justiça ainda não confirmou se os mandados de prisão temporária foram emitidos.
Ainda de acordo com a vereadora, a relação entre a vítima e a esposa não estava boa, tanto que ele pretendia se divorciar, fato que sua companheira não aceitava. "Meu irmão deu a vida para o Estado. Queremos que a Justiça seja feita. Ele foi um bom policial, que ela pague pelo o que fez", completou, Gerice.
A vereadora já havia se manifestado em nota afirmando que ela e sua família acreditam que logo o caso será solucionado. "Éramos em sete irmãos, todos muito apegados e amigos, estamos sofrendo muito mas tentando ser fortes para acalmar o coração da minha mãe", disse a parlamentar há dois dias.
A Secretaria de Estado de Segurança Pública (SSP) disse que o caso está sendo investigado por meio de inquérito policial instaurado pelo SHPP de Guarulhos e que diligências estão em andamento. "O trabalho investigativo demanda sigilo nas informações. A Corregedoria da Polícia Militar também apura os fatos por meio de Inquérito Policial Militar", completou.
O caso
O corpo do cabo Neilo Lione, do 5º Batalhão da Polícia Militar Metropolitano (BPM/M) de São Paulo, foi encontrado dentro de um carro na manhã do último sábado, em Guarulhos. Anteontem o Setor de Homicídios da Delegacia Seccional do município esteve em diligências em busca de imagens que possam auxiliar no esclarecimento dos fatos para identificar algum possível suspeito.
Quem Somos

Fundado por Paschoal Thomeu – circulou em 22 de novembro de 1975. Em 1992, o administrador de empresas e publicitário Sidney Antonio de Moraes adquiriu a marca e relançou o jornal em 27 de outubro. O projeto foi ganhando força e, em 23 de abril de 1997, o jornal, até então preto-e-branco e veiculado apenas uma vez por semana, passou a circular colorido e bissemanalmente. Em 18 de maio do mesmo ano, a circulação foi ampliada para trissemanal e, finalmente, em 21 de junho de 1997 concretizou-se o lançamento do Mogi News diário. São inúmeras ações que, aliadas à qualidade editorial e gráfica, consagram o Mogi News como o jornal mais lido e respeitado do Alto Tietê

Entre em contato:

(11) 4735-8000
[email protected]
[email protected]
[email protected]

Av: Japão, 46 - sala 06 - Vila Ipiranga - Centro - Mogi das Cruzes

© 2022 Todos Os Direitos Reservados Ao Portal News