Doria é cobrado por prefeitos e aliados

Após defender o isolamento social e enfrentar o presidente Jair Bolsonaro, o governador João Doria (PSDB) foi alvo nos últimos dias de pressão de prefeitos - muitos do seu próprio partido, como o da capital, Bruno Covas -, e de empresários ao apresentar o plano de abertura gradual, informa o Estadão.
Embora tenha desagradado a especialistas, a medida foi uma tentativa de Doria evitar que sua base eleitoral se volte contra ele às vésperas da eleição municipal e o Estado enfrentasse processos judiciais em que municípios cobrariam a reabertura de empresas e comércio.
A avaliação de aliados de Doria e de prefeitos é que o governador enfrenta agora o momento político mais difícil desde o início da crise sanitária. Cobrado por prefeitos e empresários ligados à Federação das Indústrias de São Paulo (Fiesp), Doria deixou de seguir - pela primeira vez, segundo aliados - a orientação estrita do Centro de Contingência do Coronavírus do governo, formado por especialistas. (E.C.)