Inauguração do Hospital Santa Maria é adiada para novembro

Prédio da antiga Unidade II da Santa Casa está com 80% dos trabalhos de reforma concluídos pela Samed
Prédio da antiga Unidade II da Santa Casa está com 80% dos trabalhos de reforma concluídos pela Samed - FOTO: Daniel Carvalho
A inauguração do Hospital Santa Maria, em Suzano, prevista para acontecer neste mês, foi adiada para novembro em função da reforma do prédio ainda não ter sido concluída. Segundo o Grupo Samed, que locou o imóvel onde funcionava a Unidade II da Santa Casa para a abertura da unidade hospitalar, o volume de obras previstas para o imóvel é maior que o esperado inicialmente, por isso o início das atividades será atrasado em um mês.

De acordo com a empresa, "as obras estão bastante adiantadas, seguindo o padrão de qualidade do Grupo Samed". No momento, 80% das obras, que estão na reta final e em maior volume no acabamento, já foram concluídas. "Vale ressaltar que imóvel foi entregue em condições extremamente inadequadas", completou o grupo médico, por meio de nota.

Em setembro, os proprietários da nova unidade de Saúde apresentaram a reforma do prédio à Imprensa. Foi possível ver no local que se trata de uma obra grande, com remoção de paredes, pisos e forro em boa parte do setor térreo, onde funcionará o pronto-socorro.

"Em toda obra de grandes proporções fica muito difícil, em um primeiro momento, ser preciso em relação à data de inauguração. A previsão foi revista para novembro, impreterivelmente, devido à falta de conservação do imóvel quando entregue e da consequente necessidade de uma reforma muito ampla diante do planejamento inicial, o que não consiste em atraso, mas garantia de qualidade", complementou a Samed.

Início

Conforme anunciado anteriormente, o Hospital Santa Maria será aberto com serviços de Pronto Atendimento (PA) e tem previsão de funcionamento de todos os demais setores em 2016.

Em entrevista concedida no mês passado, o diretor presidente do Grupo Samed, Mannie Liu, explicou que o PA terá 1,3 mil metros quadrados para atendimento dos pacientes, que serão divididos por cores, sendo a vermelha para urgência e emergência e a verde para casos de baixa complexidade. O setor vermelho terá três consultório, sala de emergência com três leitos, sala de repouso com sete leitos e sala de medicação com 14 cadeiras.

A segunda fase do hospital será a abertura do setor de internações e cirurgias. Nos primeiros meses, os pacientes atendidos no Santa Maria terão à disposição um serviço de transporte para o Hospital Santana, que fica em Mogi das Cruzes, em caso de necessidade de internação ou cirurgia.

Deixe uma resposta

Comentários