Santa Maria terá 150 leitos e ganhará centro cirúrgico

Unidade hospitalar foi inaugurada há um ano e a pretensão é que se torne referência na região do Alto Tietê
Unidade hospitalar foi inaugurada há um ano e a pretensão é que se torne referência na região do Alto Tietê - FOTO: Daniel Carvalho
 O centro cirúrgico de alta complexidade do Hospital Santa Maria, em Suzano, tem previsão de ser inaugurado até o final de 2018. As obras terão início no próximo semestre. O espaço será estruturado para cirurgias cardíacas, ortopédicas e até neurológicas. Em paralelo às construções, novos leitos serão inaugurados até a unidade alcançar 150. A novidade foi anunciada ontem, durante a inauguração da maternidade.

O médico Mannie Liu, diretor-presidente do Grupo Samed, que gerencia o Santa Maria, garantiu que o hospital estará completo até o ano que vem. "Além das salas de cirurgias, o bloco cirúrgico terá mais 40 leitos de internação", adiantou, lembrando que, até o momento, a estrutura hospitalar já recebeu R$ 15 milhões em investimentos e com projetos para avançar ainda mais. "Dentro desse planejamento estratégico que o grupo tem, futuramente, montaremos o setor de hemodinâmica, que é importantíssimo para a parte cardiológica e cardiovasculares".

O objetivo, segundo Liu, é atender toda a demanda do município suzanense, que está carente de muitos serviços na saúde. "Queremos implantar, em Suzano, um hospital de grande capacidade de resolução. Acredito que a cidade é rica e existe número de habitantes suficiente para que possamos investir em uma estrutura complexa".

O diretor-superintendente do grupo, Adalcindo Vieira, também destacou os serviços que a população terá à disposição, com a inauguração dos blocos cirúrgicos. "Serão feitas cirurgias de alta complexidade, que será focada em procedimentos neurológicos, ortopédicos, cardiológicos e cardiovasculares", revelou. "Espero que, em 2018, o Santa Maria seja o hospital referência do Alto Tietê".

A princípio, a quarta etapa das obras do hospital vai contemplar cinco salas cirúrgicas, segundo informou o diretor técnico do grupo Samed, Luis Oliveira. "Os espaços serão equipados com repouso para os pacientes pós-anestésicos e, em paralelo, serão inaugurados os leitos hospitalares. O hospital pretende chegar a 150 leitos", ressaltou.

O Santa Maria foi inaugurado há um ano. Atualmente, a estrutura já soma mais de 60 leitos. "Temos 40 leitos de enfermaria, além de mais dez leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) Neonatal e dez de UTI adulto. A ideia é até o final de 2018 estar com o projeto todo concluído", adiantou o diretor.

Deixe uma resposta

Comentários