Reunião com CPTM trata de investimentos ao Alto Tietê

Previsão é de que todas as obras de acessibilidade nas estações da região também sejam executadas até 2020
Previsão é de que todas as obras de acessibilidade nas estações da região também sejam executadas até 2020 - FOTO: Condemat/Divulgação
Numa reunião articulada pelo Consórcio de Desenvolvimento dos Municípios do Alto Tietê (Condemat) e Frente Parlamentar, representantes das prefeituras foram recebidos ontem pelo engenheiro Paulo de Magalhães Bento Gonçalves, diretor-presidente da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM). A pauta do encontro contemplou, entre outros assuntos, o cronograma de investimentos e melhorias em estações e composições nas linhas que atendem a região, construção de passarelas e aumento do número de viagens do Expresso Leste e do Expresso Turístico.

Com o suporte de técnicos das áreas operacional, projetos e planejamento, o presidente da CPTM debateu cada uma das demandas apresentadas pelo Condemat e sinalizou com o atendimento de algumas delas em curto prazo e outras mais distantes. A previsão da CPTM, até em função de um acordo com o Ministério Público (MP), é de que todas as obras de acessibilidade sejam executadas até 2020, o que implica na reforma e modernização de todas as estações das linhas 11 - Coral (Luz-Estudantes) e 12 - Safira (Brás-Calmon Viana).

Ainda para este ano, a CPTM irá entregar em junho a nova estação Engenheiro Goulart (linha 12) e, em novembro, as estações Cecap e Aeroporto, da nova linha 13 - São Paulo/Aeroporto de Guarulhos, que será entregue em março do ano que vem e vai atender 150 mil usuários/dia.

"A obra mais importante da CPTM neste momento é a de Guarulhos, prevista para março de 2018, mas com algumas estações entregues ainda neste ano e que vai beneficiar a população do Alto Tietê. A conclusão da estação de Suzano, que será o ponto de transferência da linha 12, também é prioritária. Assim que tivermos a disponibilidade de recursos, ela começa imediatamente. Enquanto isso, estamos terminando a passarela que faz a travessia da Rodovia (SP-66) e o bicicletário. Sobre as estações de Mogi, a gente tem um acordo com o MP para execução das obras de acessibilidade até 2020", informou o diretor-presidente da CPTM.

Sobre os pedidos para aumento no número de viagens do Expresso Leste e a transferência da baldeação de Guaianases para Suzano, a CPTM apontou dificuldades técnicas e operacionais, incluindo frota de trens, para o atendimento a curto prazo, mas se comprometeu a fazer estudos de viabilidade.

"O diretor-presidente da CPTM detalhou um a um os pontos apresentados pelo Condemat e se comprometeu a estar na região para uma reunião técnica para avançar em alguns itens. Ele também colocou alguns gargalos e pediu apoio dos municípios para algumas soluções conjuntas em Suzano, Mogi e Poá em questões que envolvem travessias de pedestres e obras de drenagem", ressaltou o presidente do Condemat, Adriano Leite (PR), ao pontuar como um dos destaques o pedido de ampliação da oferta do Expresso Turístico, que hoje atende Mogi das Cruzes uma vez por mês, com possibilidade de parada também em Suzano.

Qualificação

Os municípios da região deverão ser contemplados, no segundo semestre, com programas de qualificação profissional, que visam capacitar a população para a recolocação no mercado de trabalho. O anúncio foi feito quinta-feira passada pelo secretário de Estado de Emprego e Relações do Trabalho, José Luiz Ribeiro, durante reunião articulada pelo Condemat e Frente Parlamentar de Apoio aos Municípios do Alto Tietê.

Deixe uma resposta

Comentários