Adolescentes furtam 50 ovos de Páscoa em Mogi

Funcionária identificou grupo em atitude suspeita e descobriu o roubo; jovens são de Poá e do Itaim Paulista
Funcionária identificou grupo em atitude suspeita e descobriu o roubo; jovens são de Poá e do Itaim Paulista - FOTO: Daniel Carvalho
Duas adolescentes de 15 anos foram detidas na tarde de anteontem acusadas de furtarem produtos da unidade do Veran Supermercados localizada na rua Coronel Cardoso de Cardoso de Siqueira, no centro de Mogi das Cruzes. Entre os itens subtraídos estavam 50 ovos de Páscoa, avaliados em pouco mais de R$ 2 mil.

De acordo com o Boletim de Ocorrência registrado no 1º Distrito Policial da cidade, por volta das 17 horas, funcionários do estabelecimento comercial avistaram um grupo de pessoas em atitude suspeita, colocando diversos ovos de Páscoa em um mesmo carrinho de compras. Ao ser comunicada da situação, uma das funcionárias se dirigiu até a área dos caixas, de onde viu duas jovens deixando o supermercado. Cada uma delas carregava duas sacolas, que pareciam tão pesadas ao ponto de quase não aguentarem carregar.

A funcionária decidiu abordar as adolescentes, e com elas foram encontrados os ovos de páscoa e outros itens como café, achocolatados, steak de frango, esponja e barras de sabão.

Ainda segundo o documento, durante toda a ação um veículo estava em frente ao supermercado, aparentemente, aguardando que as jovens saíssem do estabelecimento com as mercadorias. No entanto, ao notar que elas haviam sido apanhadas, o mesmo evadiu-se.

Após a Polícia Militar ter sido acionada, as jovens, que residem em Poá e no bairro Itaim Paulista, na capital,  foram encaminhadas para a delegacia. No local, confessaram o furto, e foram liberadas. Futuramente deverão se apresentar à Vara da Infância e Juventude.

Outras três pessoas, sendo duas mulheres, de 41 e 34 anos, e uma menor, 17, também tiveram que prestar depoimento após aparecerem no sistema de monitoramento como possíveis colaboradoras do crime. No entanto, foi comprovado que elas apenas ajudaram as adolescentes a pegar os ovos que estavam altos, mas que não sabiam que se tratava de um furto. Desta forma, foram incluídas no Boletim de Ocorrência apenas como testemunhas.

Deixe uma resposta

Comentários