Polícias Civil e Militar poderão ser reforçadas no Alto Tietê

Encontro com o secretário de Estado da Segurança tratou aumento do efetivo
Encontro com o secretário de Estado da Segurança tratou aumento do efetivo - FOTO: Condemat/Divulgação
Prefeitos e secretários municipais que integram o Consórcio de Desenvolvimento dos Municípios do Alto Tietê (Condemat) participaram na manhã de ontem de uma audiência com o secretário de Estado de Segurança Pública, Mágino Alves Barbosa Filho, articulada pela Frente Parlamentar. A região apresentou uma pauta de reivindicações estratégicas para os municípios, que contempla, entre outros itens, o aumento de efetivo e viaturas para as Polícias Civil e Militar e Corpo de Bombeiros. As demandas serão analisadas pelo Estado, mas o secretário já adiantou que em breve estará convocando parte dos aprovados no último concurso para a Polícia Civil. Está previsto o reforço no quadro de delegados, escrivães, investigadores, peritos e legistas - cerca de 800 profissionais para todo o Estado e a região poderá ser contemplada."Existe um déficit grande. Estaremos chamando uma turma agora e até o final do ano convocaremos o restante da lista de aprovados. Ainda assim ficará déficit e teremos de realizar novo concurso", informou o secretário, que também falou sobre os planos do Governo do Estado para avançar com a modernização das delegacias, com o objetivo de proporcionar agilidade no atendimento e fluidez no banco de dados, e destacou a importância das parcerias com os municípios. "Segurança é um problema para todos os entes federados", disse.Na pauta de reivindicações apresentada pelo Condemat está a necessidade de transferência do antigo imóvel da Polícia Rodoviária, em Mogi das Cruzes, para implantação do Núcleo de Segurança Pública. Segundo o secretário, existe um impasse na documentação, que está sendo solucionado. Além disso, foram solicitadas viaturas para o Corpo de Bombeiros, disponibilização de verbas para investimentos em câmeras e cooperação das Polícias no compartilhamento de informações com os municípios. "Audiência foi importante para que as novas equipes das prefeituras pudessem entender as prioridades e o planejamento do Estado para a Região. As cidades apresentam problemas muito semelhantes e também são conhecidas as dificuldades do Estado. Mas é preciso buscar um denominador comum", avaliou o presidente do Condemat, Adriano Leite.

Deixe uma resposta

Comentários