Mogi lança campanha de trânsito

Objetivo é reduzir mortes; em 2016 foram 71 vítimas
Objetivo é reduzir mortes; em 2016 foram 71 vítimas - FOTO: Ney Sarmento/PMMC
A Prefeitura de Mogi lançou ontem a campanha Trânsito Seguro - Mogi pela Vida, a maior iniciativa voltada à Educação para o Trânsito da história da cidade. A campanha será realizada durante todo o ano e busca pacificar as relações do trânsito na cidade, por meio de ações educativas, atividades nas escolas e divulgação para a população.

"O comportamento seguro é responsabilidade de todos, sejam pedestres, motoristas, motociclistas ou ciclistas. O objetivo desta campanha é salvar vidas", afirmou o prefeito Marcus Melo (PSDB), que participou do evento de lançamento ao lado da presidente do Fundo Social de Solidariedade, Karin Melo, e do vice-prefeito Juliano Abe.

No início deste ano, Mogi assinou o protocolo de intenções para aderir ao Movimento Paulista de Segurança Viária, organizado pelo Governo do Estado. A iniciativa oferece informações detalhadas sobre acidentes e mortes, por meio do programa Infosiga, e recursos para ações e intervenções.

A análise dos dados sobre mortes em Mogi das Cruzes mostrou que a cidade está com índice de mortes no trânsito maior que outros municípios do mesmo porte. Em 2016, foram 71 mortes no município, considerando as vias de jurisdição municipal e estadual. O índice é superior ao número de pessoas que morreram por homicídio na cidade. Neste caso, foram 35 ocorrências em 2016.

Com base na análise dos dados, foram definidas as ações da campanha, os locais a serem abordados e o público-alvo. Na próxima segunda-feira serão iniciadas ações educativas com a distribuição de materiais informativos em semáforos de grande movimentação de veículos e pedestres. Faixas já foram colocadas em diversos pontos da cidade para alertas os mogianos sobre a importância de um comportamento seguro em ruas e avenidas.

Entre as prioridades estabelecidas estão o trabalho nas vias com maior índice de mortes por acidentes de trânsito. Entre agosto de 2016 e fevereiro deste ano, a avenida Francisco Ferreira Lopes foi a que mais registrou casos, com quatro ocorrências. Na sequência, a avenida Francisco Rodrigues Filho, no mesmo período, registrou duas mortes. Além disso, locais com grande movimentação, como a área central, também receberão as ações, que terão a participação de servidores, parceiros e voluntários. "Nosso objetivo é salvar vidas e atingir a todos. É importante ter a consciência que a partir do momento em que a pessoa coloca o pé fora de casa, já está fazendo parte do
trânsito", disse o secretário municipal de Transportes, Eduardo Rangel.

As crianças também participarão da companha, com a retomada da Escola Mirim de Trânsito e palestras nas escolas. Os participantes das atividades receberão a CNH Mirim e também adesivos para fiscalizar o comportamento dos pais. "Se o pai ou a mãe fizer uma atitude correta, receberá um adesivo verde, agora, se cometer uma infração ou tiver um comportamento inadequado, receberá um adesivo mostrando isso. Assim, teremos uma maior sensibilização das pessoas", explicou Rangel.

Deixe uma resposta

Comentários