Mogianos podem acompanhar trajeto de ônibus pelo celular

Desde que a ferramenta ficou disponível aos usuários do transporte público, 11% dos 70 mil passaseiros a utiliza
Desde que a ferramenta ficou disponível aos usuários do transporte público, 11% dos 70 mil passaseiros a utiliza - FOTO: Daniel Carvalho

Os usuários do transporte público municipal poderão acompanhar em tempo real o trajeto dos ônibus. Com o aplicativo "Mogi no Ponto" é possível saber em que lugar o coletivo está e em quanto tempo ele chegará ao ponto desejado. O dispositivo está disponível na plataforma IOS e Android como CittaMobi (também pode ser encontrada no campo de busca como "Mogi no Ponto"). Dentro de um mês será possível fazer, por meio desta ferramenta, reclamações e sugestões sobre limpeza dos coletivos, lotação e comportamento do motorista.

Para ter acesso às informações em tempo real do trajeto dos ônibus é necessário baixar o aplicativo CittaMobi. Depois de encontrar a cidade no mapa é possível visualizar todos os pontos de ônibus cadastrados no município. Ao clicar em um dos locais, os usuários identificam quais linhas passam pelo endereço escolhido e em quanto tempo o ônibus chegará ao local. A ferramenta disponibiliza ainda a foto dos pontos.

A precisão das informações depende do sinal de telefonia. Quando a linha escolhida estiver verde significa que as informações de localização estão sendo enviadas em tempo real, quando estiver cinza, as estimativas são programadas. A qualidade dos dados enviados para o aplicativo também é medida por um ícone semelhante ao de recebimento de wi-fi: quando estiver com três pontos, a localização do GPS dos ônibus está sendo transmitida em menos de um minuto; com dois pontos, em um espaço de três minutos, e um ponto, a cada dez minutos.

Com o aplicativo é possível se cadastrar e favoritar as linhas e pontos mais usados.

De acordo com o secretário municipal de Transportes, Eduardo Rangel, nos próximos dias será inserido os endereços dos pontos de recarga do cartão Sistema Integrado Mogiano (SIM). "Essa plataforma já é utilizada em várias cidades do Brasil e agora ela acomoda Mogi. É um aplicativo já testado, mas que pode sofrer alguns ajustes e serviços podem ser acrescentados", destacou. Rangel informou que o aplicativo é mais preciso que os painéis eletrônicos distribuídos em alguns pontos da cidade, pois ele recebe a localização do GPS dos ônibus.

O prefeito Marcus Melo (PSDB) destacou que o aplicativo teve custo zero para a administração municipal, pois foram as duas concessionárias que atuam em Mogi que adquiriram a plataforma. Atualmente, a cidade conta com 2,6 mil pontos de ônibus cadastrados. "Dentro do próximo mês vamos avaliar com os usuários e a própria prefeitura para identificar o que pode ser melhorado ou ajustado. Isso permite que no futuro próximo a prefeitura faça interfase com as operadoras de telefonia e permita uma cobertura que desejamos e precisamos em Mogi", afirmou.