Parlamentares pressionarão Alckmin por alça no Taboão

Os vereadores pressionarão hoje o governador Geraldo Alckmin (PSDB) para que a alça de acesso da rodovia Ayrton Senna para o Taboão seja implantada. Na última semana, a Agência de Transporte do Estado de São Paulo (Artesp) negou o pedido de construção. Agora, durante visita do tucano para inauguração do novo Fórum de Brás Cubas, que acontece na manhã de hoje, os parlamentares mogianos querem convencer o governador a mudar de ideia.

A postura foi sugerida pelo vereador Antonio Lino da Silva (PSD), que destacou que a cidade perderá com a desistência da construção do acesso. "Eles (Artesp) querem investir R$ 50 milhões em uma estrada vicinal, sendo que a alça custaria
R$ 5 milhões. A rodovia é melhor para escoar os produtos. Na vicinal os motoristas correm um risco maior de acidentes e até de assaltos", disse. O parlamentar informou que até mesmo uma manifestação pode ser organizada para pedir a implantação da alça.

O vereador Mauro Araújo (PMDB) ressaltou que outras cidades já conseguiram a criação de alças de acesso em rodovias. "Uma cidade de 500 mil habitantes não pode ter seu desenvolvimento engessado dessa maneira", disse.

Já o vereador José Antonio Cuco Pereira (PSDB) avaliou que "falta vontade política para instalar a alça". (L.N.)