Sindicatos representam 200 mil no Alto Tietê

Embora seja difícil precisar quantos trabalhadores deverão aderir à greve geral, prevista para à 0h de hoje, os sindicatos informaram que representam cerca de 200 mil pessoas de diversos setores. "Nosso coletivo sindical une 25 entidades desde Guarulhos até Salesópolis. São papeleiros, motoristas, professores, comerciários, profissionais da Saúde, metalúrgicos, escolares e o movimento estudantil, sem terra e sem-teto", disse o advogado Carlos Alberto Zambotto.

Segundo ele, os sindicatos representam 80% dos trabalhadores da região. "Não posso afirmar que estes 200 mil vão aderir à greve, mas sim que estão representados pelos sindicatos. Outra análise foi em relação ao número de pessoas atingidas. Neste caso, estima-se mais de 500 mil. Levamos em consideração o número de pessoas que viajam de ônibus, estudantes, passageiros dos trens, usuários do comércio e outros", disse Zambotto.

Francisco Candido, presidente do Sindicato dos Bancários de Mogi e região, afirmou que os bancários também irão parar, embora não tenha precisado quantos bancos fechariam.

Vânia Pereira da Silva, da Central Sindical Conlutas e também da Apeoesp Mogi, contabilizou grande adesão nas escolas. "Estaduais 15 das 68 irão parar 100%, municipais nos quatro municípios terão paralisação parcial", finalizou. (C.I.)

Deixe uma resposta

Comentários