Bancos aderem greve e paralisam atendimento

Entre os serviços que aderiram a paralisação de ontem estão as agências bancárias. De acordo com o Sindicato dos Bancários de Mogi das Cruzes e Região, todos os bancos do município fecharam ontem, o que gerou muito transtorno àqueles que não sabiam da paralisação das agências.

A greve pegou muitos clientes de surpresa. Alguns conseguiram resolver os problemas por meio do caixa eletrônico, no entanto, outros terão que aguardar até terça-feira, quando o serviço será retomado.

O presidente do Sindicato dos Bancários de Mogi e Região, Francisco Cândido, informou que cerca de 500 profissionais aderiram a greve. "Todos os bancários aderiram conforme assembleia realizada na sede do sindicato. É uma grande adesão que vale para todos os bancos", destacou.

A assistente de Departamento Pessoal, Bárbara Pascoal Gomes, de 27 anos, foi pega de surpresa ao chegar em uma agência bancária da avenida Voluntário Fernando Pinheiro Franco. "Precisava abrir uma conta, pois entrei recentemente na empresa. Agora não sei o que fazer para sacar o meu salário", disse.

O engenheiro químico Armando Cascardo, 52, ficou sabendo da paralisação na noite de anteontem. "Não enfrentei problemas, foi tudo tranquilo para mim, pois só precisei sacar um dinheiro. Sou contra as reformas propostas, pois apenas os funcionários da iniciativa privada serão afetados. Os trabalhadores comuns ficarão numa pior", avaliou.

Por meio de nota, a Federação Brasileira de Bancos informou que, "Os bancos oferecem uma grande gama de canais alternativos para realização de operações bancárias. Internet banking, mobile banking, além de caixas eletrônicos, que podem ser utilizados para a maior parte das transações - como pagamento de contas, checagem de saldo e extrato, e transferências, por exemplo. Banco por telefone e correspondente também estão entre as alternativas de atendimento oferecidas". (L.N.)

Deixe uma resposta

Comentários