Itaquá ganha a 97ª loja da rede Havan

Empresário Luciano Hang, dono da empresa, foi alvo das manifestações  de ontem
Empresário Luciano Hang, dono da empresa, foi alvo das manifestações de ontem - FOTO: Mogi News
O Alto Tietê ganhou a 97ª loja da Rede Havan com um investimento aproximado em R$ 15 milhões. A unidade foi inaugurada no Itaquá Garden Shopping, na manhã de ontem, e contou com a presença do presidente da empresa, o catarinense Luciano Hang. O prefeito Mamoru Nakashima (PSDB) e demais autoridades da região também prestigiaram o evento. Na ocasião, o empresário revelou o interesse de ampliar o empreendimento em todo o País e Suzano poderá ser uma das cidades contempladas.

A cerimônia de inauguração foi animada e Hang mostrou bom entrosamento com os colaboradores, interagindo e dando uma aula de empreendedorismo durante o seu discurso. Dinâmico e acessível, o presidente da rede destacou a importância da humildade e da boa gestão para o sucesso do grupo, que não para de crescer e segue na contramão da crise econômica que assola o País.

"Sentimos que o diferencial da Havan é o atendimento. É uma loja que está sólida há 31 anos, que trabalha o seu colaborador de maneira diferente e especial, pois ele está com a empresa. Tratamos eles da melhor maneira possível para que possamos conquistar nossos clientes com bom atendimento", revelou. "Quem visitar a loja de Itaquá verá que é um espaço diferenciado. Tem beleza, variedade e é aconchegante. Quem vier ficará impressionado".

Esta é a segunda Havan instalada no Alto Tietê e conta com 150 colaboradores. A primeira unidade foi inaugurada, há quase três anos, em Mogi das Cruzes, que é a 68ª loja da rede. Os estabelecimentos oferecem cama, mesa, banho, cozinha, moda, eletrodomésticos, eletrônicos e uma diversidade de produtos para todos os públicos e classes sociais.

O Grupo Havan ainda revelou que há uma meta traçada que prevê um total de 200 lojas em todo o País. "A Havan tem unidades em 15 Estados. Temos um plano audacioso de, nos próximos cinco anos, duplicar o número de lojas. Vamos inaugurar a centésima em agosto deste ano, em Rio Branco, no Acre. A rede totalizará 100 unidades com 25 mil novos empregos", informou Hang, destacando que a região tem espaço para mais empreendimentos da rede, que já conta com 10 mil colaboradores em todo o Brasil.

O secretário de Desenvolvimento Econômico e Geração de Emprego e Renda do município suzanense, André Loducca, esteve presente e conversou com presidente da rede. "Até falei, agora, com o secretário de Suzano. Já estamos em Mogi, em Itaquá e a próxima loja da região seria Suzano", afirmou.

A Estátua da Liberdade

A Estátua da Liberdade é o principal símbolo da Rede Havan, mas não a região ainda não será contemplada com o monumento. "Todas as cidades pedem. É o nosso símbolo e tem 35 metros de altura. Ele representa a liberdade de compras e de escolha", explicou Hang. "Nós gostaríamos de colocar a estátua em todas as lojas, mas precisamos de espaço porque ela é muito grande e precisa de 100 metros quadrados, que é a base para subir mais de 30 metros. Quem sabe um dia a gente possa trazer para cá", disse.

AUTORIDADES MARCRAAM PRESENçA

Claudia Alves
Claudia Alves - FOTO: Erick Paiatto
A primeira loja da Rede Havan em Itaquaquecetuba já atraiu centenas de clientes logo no dia da inauguração, realizada no Itaquá Garden Shopping. O evento foi prestigiado pelo prefeito Mamoru Nakashima (PSDB), secretários municipais, vereadores e demais autoridades da região, inclusive de outros municípios.

O chefe do Executivo falou da importância da chegada da rede. "O empreendimento gerou empregos. Com certeza uma empresa desse porte trará melhorias, pois traz receita para a cidade", disse o tucano.

O prefeito de Suzano, Rodrigo Ashiuchi (PR), também falou da possibilidade de a Havan se instalar no município, mas destacando que não há nada concretizado. "O suzanense pode esperar não só a Havan, mas várias oportunidades. Tem empreendimentos grandes para Suzano e muita coisa acontecendo na cidade".

O secretário de Desenvolvimento Econômico de Suzano também foi visto conversando com o presidente da rede catarinense. "O interesse de qualquer cidade em ter um empreendimento desse porte é pertinente. Viemos para cá porque entendemos que as cidades do Alto Tietê estão interligadas. Logicamente, a cidade tem intenção e podemos, sim, conversar sobre a vinda da Havan para Suzano. Por enquanto são apenas interesses".

Por volta das 11 horas, a Havan abriu as portas para os primeiros clientes que aprovaram o espaço. "Gostei da loja e já estou fazendo minha primeira compra aqui", contou a costureira Adriana Silva, 33 anos, que estava levando para casa um jogo de panelas e um edredom.

Para a turismóloga Cláudia Alves, 40, a instalação da Havan em Itaquá foi um ótimo negócio. "Eu moro em Poá e, antes, tinha que ir até Mogi. Aqui é bem mais perto e acessível", avaliou. "Já estou fazendo minhas compras e vou levar alguns utensílios para cozinha".

Deixe uma resposta

Comentários