Reformas?

O governo federal alardeia a necessidade de reformas. Seus dois principais objetivos são a reforma da Previdência e a reforma trabalhista. Reformas sempre são necessárias, pois o mundo muda. Mas a pergunta é: o que é mais urgente no Brasil, cessar benefícios aos trabalhadores ou acabar com a corrupção?

Todos sabem e agora ninguém pode dizer que não, que o nosso sistema político é completamente corrompido, movido exclusivamente por interesses econômicos onde se usa o poder governamental para oferecer vantagens a grupos econômicos em troca de vantagens pessoais. E ninguém esclarecido acredita que as contribuição via caixa 2 são apenas uma irregularidade eleitoral. Elas só ocorrem em troca de vantagens ilícitas, contratos com governos, leis que favoreçam empresas corruptoras, ou seja, crime, do mais puro.

Não fossem a coragem e a determinação do juiz Sérgio Moro todo esse esquema criminoso estaria encoberto e funcionando a pleno vapor. Não se enganem os incautos que esse esquema é uma exclusividade de alguns partidos ou ocorra apenas no governo federal. Essa é uma prática institucionalizada em todas as esferas administrativas.

Não se fala ou prioriza a reforma política nem a reforma tributária, talvez os dois maiores entraves ao crescimento do País. A política seria  para desmontar o atual sistema e impedir que a corrupção continue. Precisamos de um sistema democrático que não possa ser exclusivamente dirigido pelo poder econômico. A tributária para não onerar os mais pobres, simplificar o sistema e garantira a competitividade.

Não se sabe a quem efetivamente interessa as reformas previdenciária e trabalhista e o motivo da urgência em sua aprovação, sem o prévio e necessário debate social. Não se pode ignorar que o INSS é péssimo. É o maior litigante da Justiça Federal com estimados 10 milhões de processos, 1,3 milhão de novos ações e 580 mil benefícios concedidos ou restabelecidos por ano. Se é tão ruim assim, o que e para quem pode melhorar com a reforma da Previdência?

Deixe uma resposta

Comentários