Frase

Apresentação de novos ônibus - Mogi
Apresentação de novos ônibus - Mogi - FOTO: Daniel Carvalho
Test drive

Durante a entrega dos 22 novos ônibus, o prefeito Marcus Melo (PSDB) fez questão de levar os vereadores para fazer um "test drive". O veículo que estava estacionado em frente à prefeitura circulou até o Terminal Estudantes e retornou.

CNH

No trajeto, o secretário municipal de Transportes, Eduardo Rangel, informou em tom de brincadeira que para a próxima entrega de ônibus ele vai alterar a categoria da CNH para poder conduzir pessoalmente o veículo.

Precoce

Está tramitando na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo (Alesp) um projeto de lei do deputado estadual Marcos Damásio (PR) que prevê investimento na criação de uma estrutura permanente para atendimento de crianças de 0 a 3 anos com algum tipo de deficiência intelectual em todas as Associações de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apaes), por meio do programa "Estimulação Precoce".

Em Mogi

O atendimento para essa faixa etária, inclusive, já começou a ser desenvolvido na unidade de Mogi das Cruzes. O programa "Estimulação Precoce" foi concretizado no início do ano na Apae mogiana por meio de um convênio de
R$ 170 mil com o Conselho Estadual da Criança e do Adolescente (Condeca), válido por 12 meses. A intenção do parlamentar é que todas as unidades tenham acesso à verba.

Fundos

O objetivo da Apae de Mogi é ampliar o atendimento de 20 para cem bebês em 2018. Para isso precisa levantar recursos para custear o serviço e zerar a fila de espera. Uma das formas para angariar fundos foi a realização de um almoço beneficente no último domingo, que comemorou os 48 anos da entidade.

Doações

Para esse evento, inclusive, houve várias doações, como do deputado Marcos Damásio e sua equipe, que doaram 50 quilos de arroz, 40 quilos de tomate e 60 quilos de manga, além da contribuição com a venda de convites. No almoço houve strogonoff.

Falta efetivo

Em recente encontro entre a cúpula da Polícia Civil e vereadores de Mogi foram levadas queixas da população pela demora no atendimento, ao que o delegado seccional, Marcos Batalha, informou que se deve à falta de efetivo e maior estrutura para atender flagrantes e ocorrências rotineiras ao mesmo tempo.

Deixe uma resposta

Comentários