Direção com um olhar renovado

Após sucesso com espetáculo musical, o diretor Dennis Carvalho renova seu olhar na dramaturgia à frente da jovem e musical
Após sucesso com espetáculo musical, o diretor Dennis Carvalho renova seu olhar na dramaturgia à frente da jovem e musical "Rock Story" - FOTO: Divulgação/Globo
Muito além de enquadramentos, luz, roteiros de gravação e desempenho dos atores, a rotina do diretor Dennis Carvalho tem ganhado outros detalhes em "Rock Story". "A música entrou com força na minha vida. E estou adorando! Acho que valoriza a ação e representa um exercício de versatilidade para todos os envolvidos na obra", conta.

O envolvimento com partituras e notas musicais vai além da tevê. Recentemente, ele dirigiu o premiado espetáculo "Elis, A Musical", sua primeira incursão pelo gênero. A boa receptividade de público e crítica, o deixou muito mais confiante para comandar os trabalhos da atual novela das sete. "Fiquei surpreso quando o Silvio de Abreu me chamou para dirigir essa novela. Depois percebi que esse trabalho tinha tudo a ver com o atual momento da minha carreira", valoriza Dennis, que, este ano, completa quatro décadas como diretor.

E o trabalho nos palcos influenciou a musicalidade da novela, segundo o diretor. "Sei que são veículos diferentes. No teatro, o trabalho é diário e sem cortes. Já na televisão, a gente tem muito mais recursos para melhorar as cenas e as performances. Mas o que importa não é lugar, mas sim como a arte é tratada. Topei fazer o musical porque eu sentia a necessidade de me testar como profissional. Estreei acreditando no projeto, mas cheio de incertezas. Foi um processo que me renovou como diretor. Esse meu novo olhar, mais musical, inclusive, reflete totalmente na novela, da escalação de atores aos cenários, luz e figurinos", conta.

Paulistano, o primeiro contato de Dennis com a tevê foi como ator, em produções dos anos 1960 como "As Aventuras de Eduardinho", da Globo, e "Os Rebeldes", da extinta Tupi. Sempre curioso e disposto a trabalhar, logo chamou a atenção por sua ampla visão das engrenagens televisivas, e estreou como diretor de novelas em "Sem Lenço e Sem Documento", de 1977.

Ao longo dos anos, embora atue esporadicamente, foi como diretor de clássicos como "Dancin' Days", "Vale Tudo", "O Dono do Mundo" e "Celebridade", todas assinadas por Gilberto Braga, que o diretor se tornou conhecido. "Tenho muito orgulho de tudo o que construí até aqui. E acredito que ainda tenho muito a criar", ressalta Dennis, do alto de seus 70 anos. ("Rock Story", Globo. De segunda-feira a sábado, às 19h20).

Deixe uma resposta

Comentários