"Mãe Só Há Uma" será exibido e discutido hoje no Cineclube

Inúmeras possibilidades de ser mulher em debate
Inúmeras possibilidades de ser mulher em debate - FOTO: Divulgação
O Mimese, Cineclube dos cursos de Comunicação Social da Universidade de Mogi das Cruzes (UMC), exibe "Mãe Só Há Uma", da diretora Anna Muylaert. A sessão ocorre nesta sexta-feira, às 14 horas, no Auditório do Centro Cultural, com entrada pela Portaria 1. Neste mês, o Cineclube se debruça sobre os mais diversos assuntos envolvendo o tema "Mulheres de Luta, Mulheres em Luta", com foco nas questões de gênero, na pluralidade das possibilidades de ser mulher e na marginalização constante de uma série de comportamentos por parte da sociedade. A entrada é gratuita e aberta à comunidade. A UMC fica localizada na avenida Dr. Cândido Xavier de Almeida e Souza, 200, no Centro Cívico.

Em "Mãe Só Há Uma", Pierre se depara com duas transformações no auge da adolescência: a revelação de que foi sequestrado na maternidade por aquela que acreditava ser a sua mãe, e as descobertas que envolvem o questionamento da sua própria identidade de gênero.

Seguindo o seu cinema de grande alcance de público, Muylaert aborda assuntos extremamente complexos com sobriedade e entrega mais um filme relevante após o grande sucesso de "Que Horas Que Ela Volta?", estrelado por Regina Casé e Camila Márdila.

Para a professora da UMC, Valéria Graziano, curadora convidada do Mimese deste mês, "é urgente refletir sobre a violência contra a mulher, mas é fundamental que isso se dê a partir do reconhecimento de como essas diferentes categorias -
raça, classe e gênero - se articulam e geram dinâmicas de opressão, exclusão e violências diversas".

A professora esclarece também que nesta primeira sessão do eixo temático será debatida a violência contra a mulher a partir das questões de gênero e das infinitas possibilidades de ser mulher.

A segunda sessão ocorrerá no dia 28 de abril e abordará os movimentos das mulheres negras nas periferias com a exibição do curta-documentário "Nós, Carolinas", do coletivo Nós, Mulheres da Periferia.

Debate

Assucena Assucena é uma das convidadas do Cineclube da UMC desta sexta-feira. Ela é cantora da banda As Bahias e A Cozinha Mineira e compartilhará as suas vivências como mulher transexual.

Regina Maria Tavares, coordenadora do Fórum Mogiano LGBT, também participará do debate que será mediado pela professora Valéria Graziano.O período das discussõescomeça às 15h30, logo após a exibição do filme.

Deixe uma resposta

Comentários