Circuito Sesc de Artes em Suzano

Garippo destaca importância da democratização da cultura oferecida pelo evento
Garippo destaca importância da democratização da cultura oferecida pelo evento - FOTO: Irineu Júnior/Secop-Suzano
O Circuito Sesc de Artes desembarca este mês em Suzano. O projeto será desenvolvido na cidade graças a uma parceria firmada entre a Secretaria Municipal de Cultura e o Serviço Social do Comércio  (Sesc) de São Paulo. O evento será realizado no dia 29 (sábado) e será na praça Cidade das Flores, no centro, a partir das 16 horas.

A programação vai contemplar diferentes manifestações artísticas, incluindo música, dança, teatro, cinema, artes visuais, literatura e cultura digital. As atividades serão oferecidas, gratuitamente, ao público. Não há limite de idade para participar. 
O município suzanense foi contemplado no “Roteiro 9” do Sesc São Paulo, que também vai atender Ribeirão Pires, Mogi das Cruzes, Bragança Paulista, Salto, Atibaia, Pirassununga,Descalvado e Porto Ferreira. A programação inclui as seguintes atrações: Gabinete de Curiosidades e Habilidades (exibição do mundo do cinema, de livros ilustrados, de histórias em quadrinhos e de oficinas de tecnologia), Poetas Ambulantes (intervenções de literatura), Ritual das Esferas (circo), dança contemporânea, música ao vivo com Caju e Castanha, e Batalhas Improvisadas (teatro).

De acordo com secretário municipal de Cultura, Geraldo Garippo, a proposta do Circuito Sesc de Artes é intervir positivamente no dia a dia dos municípios participantes, democratizando o acesso à cultura, ao passo em que oferece atrações, sem ônus, para a comunidade, com direito a diferentes linguagens artísticas.
Para o gestor, a ocupação de praças, de parques e de ruas “com responsabilidade”, como vai ocorrer com o evento do Sesc em Suzano e outras cidades da região, reforça a ideia do espaço público como local de convivência e de encontro. “Esse tipo de iniciativa é uma grande oportunidade para passarmos mensagens positivas para a população, principalmente em razão do trabalho ser exposto em local público, sendo de fácil acesso e totalmente de graça”, acrescenta Garippo.