Espetáculo destaca Clarice Lispector

Amigas de muitos anos, as atrizes Mel Lisboa e Carol Badra este ano conseguiram realizar o sonho de trabalharem juntas. No espetáculo "Pescadora de Ilusão", da Cia. Los Lobos Bobos, adaptação do livro infantil "A Mulher Que Matou os Peixes", de Clarice Lispector, elas vivem duas contadoras de histórias que saem em defesa da escritora que confessa ter esquecido de alimentar os peixes do filho.

O espetáculo chega hoje a Mogi das Cruzes por meio do Circuito Cultural Paulista, programa do governo do Estado. A apresentação será às 15 horas, no Teatro Vasques, localizado na rua Dr. Corrêa, 515, largo do Carmo. A entrada é gratuita. Os ingressos serão distribuídos com uma hora de antecedência.

"As contadoras são como uma só voz. Duas personagens que pedem que a plateia perdoe Clarice. Ela começa o livro falando que matou os peixes, e vai contando sua relação com os animais e a natureza, e é o que a gente faz. É um espetáculo em dupla, que tem uma simplicidade na sua forma, mas é superprofundo como são as obras de Clarice", explica Mel Lisboa.

Conhecida do grande público por seu trabalho na tevê, Mel tem se dedicado ao teatro e celebra a oportunidade de atuar com a amiga. "A vontade de trabalharmos juntas é antiga. É um projeto tão gostoso, idealizado por nós. Tenho vindo de espetáculos com elencos muito grandes, e é prazeroso fazer uma coisa menor", conta.

A circulação do espetáculo se encerra amanhã, em São Caetano do Sul, no ABC. Para Mel, a primeira experiência no Circuito Cultural tem sido surpreendente. "A gente está muito feliz. Seja para uma plateia lotada de crianças, ou com mais adultos, a resposta é maravilhosa", comemora.

Temporada 

O espetáculo vai parar e volta aos palcos em junho. "Pescadora de Ilusão" será apresentado no Teatro Sérgio Cardoso em São Paulo, em uma breve temporada, e depois deve circular. "Nós pretendemos continuar até não poder mais", afirma Mel.

O texto de Clarice Lispector foi adaptado por GpeteanH, que também assina a direção geral do espetáculo, com auxílio de Arnaldo D'Ávila. A trilha é do diretor musical Pedro Paulo Bogossian; a coreografia de Christiane Matallo, a direção de Arte de Marco Lima; iluminação de Alessandra Domingues; direção técnica de Yuri Fabiano, e direção de produção de Cristiani Zonzini.

Mel Lisboa também pode ser vista no musical "Roque Santeiro", em cartaz no Teatro Faap, em São Paulo, onde vive Mocinha. "Fico em cartaz até o dia 14 de maio, mas o espetáculo continua. Vou ser substituída, pois no dia 8 de maio começo a ensaiar 'Boca de Ouro' (Nelson Rodrigues)", conta.