Espelhos d'água voltam a ser invadidos pelos visitantes

Prefeitura alerta que é arriscado entrar no local
Prefeitura alerta que é arriscado entrar no local - FOTO: Reprodução
Assim como já aconteceu em janeiro, logo após sua inauguração, o Parque da Cidade voltou a ser invadidos por "banhistas", que resolveram se refrescar nos espelhos dágua do espaço público durante o feriado prolongado. Em fotos publicadas nas redes sociais é possível ver não apenas crianças se divertindo, mas também jovens e até alguns pais dentro da água.

Apesar de a prática ser proibida, já que não se tratam de piscinas próprias para banho e sim de espelhos dágua decorativos, muitas das pessoas que visitaram o parque nos dias de forte calor, entre quinta-feira e sábado, incentivaram que seus filhos a se refrescassem na água, sendo que algumas crianças já foram até o local com roupas de banhos. Nas redes sociais, alguns usuários chegaram a dizer que o parque foi construído com recurso público e que, por isso, deveria ser usufruído de todas as formas possíveis.

As Secretarias Municipais de Esporte e Lazer e de Segurança da Prefeitura alertaram para o perigo de tal ação. Isso porque o espelho d'água possui estruturas submersas de aço que são responsáveis pelo seu funcionamento. "A presença de pessoas em seu interior oferece riscos de ferimentos. Por isso e para garantir a integridade física dos visitantes do Parque da Cidade, a utilização é proibida, sendo ele uma estrutura de contemplação", explicou, em nota.

A pasta confirmou o ato proibido durante todo o feriado, registrando problemas com a entrada de pessoas no espelho d'água do local. "Sempre que a situação foi visualizada, agentes da Guarda Municipal e funcionários do parque atuaram para orientar sobre os riscos da prática e determinar a saída da água. No entanto, foi notado que muitos, apesar dos riscos, incentivaram os filhos a adentrar na estrutura".

Medidas

A administração municipal informou ainda que está discutindo medidas a serem adotadas para coibir essa prática, "inclusive com reforço na presença da Guarda Civil Municipal (GCM) no local onde se localiza o espelho d'água".

A orientação é para que as pessoas que flagrarem a utilização incorreta de qualquer equipamento do Parque da Cidade informem, imediatamente, aos agentes que atuam no espaço ou a administração do parque para que providências sejam adotadas. 

"Também é necessária a consciência de parte dos frequentadores sobre a importância de respeitar as regras estabelecidas para o espaço, bem como os riscos que a entrada de pessoas no espelho d'água acarreta", acrescentou a prefeitura.

Deixe uma resposta

Comentários