Provação de Deus ou um ataque do diabo?

Precisamos refletir se o que estamos passando está ligado ao pecado
Precisamos refletir se o que estamos passando está ligado ao pecado - FOTO: Divulgação
O leitor pode estar questionando: Estou passando por uma situação difícil em minha vida e fico refletindo, todos os dias, se isso que estou passando é uma provação que Deus está me dando ou é um ataque do diabo para me derrubar. Como saber diferenciar esse tipo de situação?

Para o presbítero André Sanchez, da Igreja Presbiteriana Bela Jerusalém, em Ribeirão Preto, a primeira coisa a fazer é não se desesperar diante dessa dúvida, pois nem sempre é tão fácil sabermos exatamente se aquilo que estamos vivendo é uma provação ou uma tentação. "A Bíblia nos dá algumas orientações bem interessantes, que podem nos ajudar a avaliar a situação e ter esse entendimento de forma mais clara em nossa mente", avisa.

Como saber se passamos por uma provação de Deus ou um ataque do diabo?

Tentação ou provação?

1) A primeira coisa bastante clara na Bíblia é sobre a relação entre a tentação e Deus.

Observe: "Ninguém, ao ser tentado, diga: Sou tentado por Deus; porque Deus não pode ser tentado pelo mal e ele mesmo a ninguém tenta", Tiago 1:13.

Esse texto nos leva ao entendimento claro de que Deus não é o autor da tentação quando esta ocorre em nossas vidas. A tentação sempre vai ocorrer com permissão de Deus, pois Ele é O Soberano, mas nunca pela ação direta Dele.

2) Mas, porque Deus não tenta as pessoas?

Quando analisamos a tentação percebemos que ela acontece sempre visando trazer a pessoa a uma vida de erro e pecado, a uma vida de distância de Deus. Daí Deus não usar a tentação, pois ela é destrutiva. Quem trabalha com a tentação é o diabo, é o mundo, é a nossa carne. Eles nos tentam sempre com o objetivo claro de nos fazer cair, diante de práticas que não agradam a Deus. É óbvio que nada acontece sem o consentimento de Deus, mas Deus não é o autor da tentação em nossas vidas. Inclusive, a Bíblia ensina que Deus nos ajuda quando somos tentados e não permite aos tentadores que ultrapassem as nossas forças para resistir (1 Coríntios 10:13).

3) O ato que Deus realiza em nossa vida é a provação. É por isso que a provação é vista de forma positiva na Bíblia: "Meus irmãos, tende por motivo de toda alegria o passardes por várias provações", Tiago 1:2. "A provação é encarada assim, porque é vista como algo construtivo, que atua em nosso crescimento como pessoas e servos de Deus", avalia Sanchez.

4) Assim, para analisar se uma situação de nossa vida é uma provação ou uma tentação, precisamos refletir nesses pontos e avaliar se aquilo que estamos passando está ligado ao pecado e ao distanciamento de Deus ou se é algo ligado ao crescimento em alguma área de nossa vida. Por exemplo, algumas pessoas passam por situações de estresse e pressões no trabalho. Esse tipo de situação pode ser uma tentação ou uma provação. Se as pressões estão vindo de forma normal e estão te forçando a exercer mais a paciência e a fé, são provações. Mas se são pressões que estão vindo, por exemplo, por causa de estar fazendo desvios no caixa da empresa, ou saindo com aquela colega de trabalho que é casada, então, estamos diante de uma tentação.

5) O presbítero considera que às vezes não é fácil saber exatamente o que estamos vivendo, se provação ou tentação. Ele lembra que nesses casos, o melhor a fazer é intensificar a vida com Deus e buscar a cada dia colocar o coração na presença de Deus pedindo auxilio. Um caso como esse aconteceu com Jó. Ele não sabia ao certo os objetivos de todo o sofrimento que passava, pois era um homem integro e mesmo assim estava passando por situações terríveis. Em alguns momentos, certamente, ele se questionou se o que passava era provação ou tentação ou se os dois juntos. Mas se manteve firmado no Senhor e, no final, teve uma compreensão melhor das coisas que sofreu: "Eu te conhecia só de ouvir, mas agora os meus olhos te veem", Jó 42:5. Nesse ponto podemos ver que houve provação na vida de Jó, pois ele compreendeu o crescimento que Deus lhe deu. Porém, ele também foi tentado. Veja o que a esposa dele disse a ele: "Então, sua mulher lhe disse: Ainda conservas a tua integridade? Amaldiçoa a Deus e morre", Jó 2:9. Essa era, certamente, a voz destrutiva do tentador querendo afastar Jó da presença de Deus.

Deixe uma resposta

Comentários