Arouche de Toledo tem mão invertida

Mudança promete trazer melhoria para o trânsito
Mudança promete trazer melhoria para o trânsito - FOTO: Juliana Oliveira
O motorista que transita pelo quarteirão da rua Major Arouche de Toledo, na região central, precisa ficar atento às mudanças promovidas pela Secretaria de Transportes. Desde ontem, a mão de direção da via foi invertida, assim, os veículos que seguem pela rua Senador Dantas poderão acessar a rua José Bonifácio. A mudança foi realizada pela administração municipal para melhorar a fluidez do tráfego.

Ontem, durante o início da tarde, funcionários do departamento de trânsito orientavam os motoristas sobre as mudanças. A via já havia sido pintada e liberada para a passagem dos carros. Desde 2015, a Prefeitura de Mogi havia invertido a mão da rua Major Arouche de Toledo para que os carros que seguiam pela rua José Bonifácio pudessem acessar a rua Senador Dantas. Na época, a alteração foi feita em decorrência das obras da passagem subterrânea da praça Sacadura Cabral.

Para o comerciante Allan Lucas Pontes, de 27 anos, a mudança trará benefícios. "Acredito que para o comércio será indiferente. Para os táxis será melhor, já que o ponto ao lado da Catedral, onde eles estavam, ficava escondido. Acho que o fluxo de veículos vai aumentar com essa mudança de sentido. Os horário de grande movimento, como as 18 horas, vai ficar tumultuado. Por outro lado, tem a questão da segurança, que vai melhorar com os táxis estacionados aqui", ressaltou.

De acordo com a Prefeitura, está em andamento a inclusão de sete vagas para táxis na rua Major Arouche de Toledo e outras três na área da Catedral.

O vendedor José Henrique dos Santos, 19, avaliou que o movimento de veículos vai aumentar com a inversão da mão de direção.

O comerciante Danilo Gomes, 34, não aprovou a mudança realizada pela Prefeitura. "Ficava melhor com a direção no sentido da praça 1º de Setembro. Também acho que os taxistas precisam de um lugar adequado, não no meio da rua. Não podíamos estacionar na rua, os clientes reclamam, mas agora o táxi pode. Precisamos de estacionamento. Podiam colocar vagas na rua", destacou.