Banda Sinfônica do Cempre vai a Campeonato Nacional

Orquestra de jovens é formada por 43 alunos com idades entre 9 e 12 anos
Orquestra de jovens é formada por 43 alunos com idades entre 9 e 12 anos - FOTO: Ney Sarmento/PMMC
A Banda Sinfônica Escolar do Cempre Prof. José Limongi Sobrinho, no Butujuru, garantiu a vaga para competir no Campeonato Nacional e representar o Estado de São Paulo.

A competição acontecerá em dezembro nos dias 9 e 10, na cidade de Aracaju, em Sergipe.

O grupo musical, formado por crianças de Mogi das Cruzes, conquistou o 1° lugar no campeonato em Barra Bonita, no dia 15 de outubro, e já está se preparando para o próximo, em dezembro.

Formado por 43 crianças, de 9 a 12 anos, que tocam instrumentos como trompa, trombone, flauta, e vários outros, compõem uma orquestra de jovens músicos, que faz parte do projeto Pequenos Músicos... Primeiros Acordes na Escola.

A banda ainda está à procura de mais patrocinadores, além do auxilio da Prefeitura, para que possa arrecadar fundos para a viagem à Aracaju. Já estão com boas expectativas e trabalhando ainda mais para representarem a região no Campeonato Nacional, em dezembro.

O projeto, que surgiu em parceria da Prefeitura de Mogi das Cruzes, através da Secretaria Municipal de Educação, com a Associação Orsimc, que administra o projeto, sob direção do maestro Lelis Gerson, atende, ao todo, 11 mil alunos.

Karen Allegretti, de 11 anos, toca trombone há dois anos na banda e sonha em seguir carreira na música. Sua mãe, Luana Allegretti, contou que a família toda vibrou quando recebeu o resultado do campeonato e que Luana se emocionou muito.

Naielly Lopes, 12, toca flauta transversal e tem o total apoio da mãe e família para realizar seus sonhos. 

"O talento dos jovens músicos é desenvolvido a cada dia", afirma o Maestro Ewerton Siqueira Ravelli, 28, que é coordenador do polo do Botujuru há dois anos.

Ele disse também que o repertório da banda é avançado para a idade das crianças e o tempo de instrumento, mas que eles realizam um trabalho muito bom, devido à dedicação e disciplina.

A música ajuda no raciocínio, cálculo matemático, disciplina, trabalho em equipe e organização e para Ravelli, "o trabalho com a música desperta sonhos".

A Prefeitura deu suporte para a banda, proporcionando desde os instrumentos até o transporte para levá-la à Barra Bonita, no interior de São Paulo.

A Secretaria de Educação parabeniza os jovens músicos e afirmou que está estudando a viabilidade da ida dos alunos ao Campeonato Nacional.

A comunidade auxilia a banda através de rifas, bingos e doações.

Para o evento, em Barra Bonita, os pais dos alunos alugaram um ônibus, que foi lotado para que os familiares possam prestigiar o trabalho e torcer pelas crianças.

* Texto sob supervisão do editor.

Deixe uma resposta

Comentários