Congresso Internacional de Educação Especial tem início

Cursos, palestras, apresentações artísticas e trabalhos científicos estão previstos
Cursos, palestras, apresentações artísticas e trabalhos científicos estão previstos - FOTO: Divulgação
Mogi das Cruzes sedia a partir de hoje o 2º Congresso Internacional de Educação Especial 2017 - Criando Elos do Saber ao Aprender Com apoio da Prefeitura de Mogi, por meio da Secretaria de Educação, o evento é organizado por meio de uma parceria entre a Faculdade do Clube Náutico e o Grupo Fazer o Bem. O congresso será no auditório do Cemforpe e integra o calendário do Outubro da Educação, mês dedicado pela administração municipal para a apresentação de iniciativas inovadoras e projetos da área.

O objetivo do evento é fomentar a investigação na área de educação especial e inclusão, ampliando a visão do respeito à diversidade. A programação conta com cursos e palestras, além de apresentações artísticas e trabalhos científicos, que contribuirão para o aperfeiçoamento de profissionais e estudantes e a integração das pessoas com deficiência à sociedade, com a abordagem de temas como Educação, Saúde e Qualidade de Vida.

Participarão aproximadamente 600 pessoas entre pedagogos, psicopedagogos, psicomotricistas, educadores físicos, médicos, psicólogos, terapeutas ocupacionais, fisioterapeutas, fonoaudiólogos, pais e familiares de pessoas com deficiência, setor público, pesquisadores, entre outros interessados. Ao final do evento, todos os participantes receberão o certificado emitido pela Faculdade do Clube Náutico Mogiano, reconhecida pelo MEC. Mais informações podem ser obtidas no site www.cieduespecial2017.com.br

"É um evento importante para nossa cidade e dentre os 600 participantes, 182 são profissionais da nossa rede. Fazemos um trabalho inclusivo com a oferta de um atendimento de qualidade feito por especialistas voltados para a educação no contraturno das aulas", destacou a secretária municipal de Educação, Juliana Guedes. A cidade conta com a Escola Municipal de Educação Especial (Emesp) Professora Jovita Franco Arouche, 13 salas de Atendimento Educacional Especializado (AEE) e o Pró-Escolar, além da Apae de Mogi das Cruzes, que recebe subvenção municipal. 

Deixe uma resposta

Comentários