Promotoria propõe ação contra Marcelo Candido

O político foi prefeito de Suzano por dois mandatos
O político foi prefeito de Suzano por dois mandatos - FOTO: Marcelo Alvarenga/CMMC
A Promotoria de Suzano propôs junto à Justiça uma ação de Responsabilidade Civil por Improbidade Administrativa contra o ex-prefeito da cidade, Marcelo Candido. De acordo com a ação, protocolada na última quinta-feira, o então administrador teria contratado funcionários sem a realização de concurso público.

De acordo com a Promotoria, as contratações foram realizadas em 2009, e teriam sido reparada por outro órgão de controle dos municípios. "Tal reincidência foi detectada pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE) de São Paulo que considerou ilegais as contratações temporárias de 13 agentes fiscais de posturas, um ajudante geral, dois auxiliares de consultório dentário, dois auxiliares administrativos, dois auxiliares de farmácia, dois auxiliares de laboratório II, dois chefes de departamento, um chefe de seção, um escriturário I, um escriturário II, cinco guardas municipais de segurança patrimonial, sete motoristas I, um secretário de escola e um técnico de laboratório II, realizadas durante o exercício de 2009, num total de 41 servidores".

A Prefeitura de Suzano chegou a justificar as contratações, alegando que seriam serviços ligados à saúde e educação. Mas o TCE enumerou os erros, explicando inclusive, que elas já tinham os nomes dos contratados. A ação, que pode ser acolhida pela Justiça, pede a suspensão dos direitos políticos de Candido, entre outras solicitações. O ex-prefeito pode se manifestar por escrito à Promotoria, se defendendo das acusações. Candido foi prefeito entre os anos de 2005 a 2008 e 2009 a 2012.

Deixe uma resposta

Comentários