Mamoru acompanha obras de tratamento de esgoto

Itaquá deverá ter 70% do seu esgoto tratado até 2020
Itaquá deverá ter 70% do seu esgoto tratado até 2020 - FOTO: Osvaldo Birke/PMI
O prefeito de Itaquaquecetuba, Mamoru Nakashima (PSDB), esteve ontem na estrada Mario Covas acompanhando as obras que estão sendo realizadas pela Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp), para ampliar a rede de tratamento de esgoto no município.

Orçada em R$ 38 mi, a ação realizada na bacia do córrego Mandi prevê a instalação de coletores que serão interligados à Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) de Suzano, além da construção de uma estação elevatória. A previsão de conclusão é de até três anos, beneficiando cerca de 15 mil famílias, segundo representantes da Sabesp.

Nesta fase do projeto, os principais bairros beneficiados serão Horto do Ipê, Recanto Mônica, Jardim Napoli, Jardim do Vale, Campo Limpo, Residencial Pâmela, Jardim São Paulo, Marengo Alto, Jardim Odete, entre outros.

Mamoru ouviu dos engenheiros da empresa que o objetivo é que Itaquá tenha 70% do seu esgoto tratado até 2020; hoje esse número é de 16,4%.

"Esse é um grande avanço para o município. O tratamento do esgoto influencia diretamente na questão de saúde, evitando doenças", comentou o prefeito.

As obras já fazem parte do contrato assinado por Mamoru e o governador Geraldo Alckmin (PSDB) em setembro passado, que será válido pelos próximos 30 anos, período em que a companhia vai investir R$ 1,118 bilhão em obras e melhorias nas áreas de abastecimento de água e coleta e tratamento de esgoto em Itaquaquecetuba.

Deixe uma resposta

Comentários