Frente Parlamentar irá modernizar região central

Região central de Mogi ficou movimentada durante todo o sábado; Dias dos Pais aqueceu o comércio
Região central de Mogi ficou movimentada durante todo o sábado; Dias dos Pais aqueceu o comércio - FOTO: Fotos: Gerson Lino Jr.
A Câmara de Mogi lançará no dia 7 de novembro a Frente Parlamentar em prol do Centro. O objetivo é discutir todos os problemas e ideias para a região central do município. O trabalho será encabeçado pelo vereador Marcos Furlan (DEM). Essa é a primeira frente criada pelo Legislativo mogiano.

A Frente Parlamentar será viabilizada por meio de um projeto de resolução que será apresentado hoje ao plenário. A modalidade inédita foi proposta pelo democrata por proporcionar a participação de todos os vereadores, já que não existe limite de membros e por ter prazo de execução maior que uma Comissão Especial de Vereadores (CEV).

Nos últimos anos, a região central vem se desenvolvendo e enfrentando mudanças. A questão da acessibilidade e estacionamento são alguns dos desafios enfrentados pelos comerciantes e a própria população. "Quando falo do centro não é só um quarteirão ou uma mudança de mão de direção. É mais abrangente. Temos a mobilidade urbana e viária, o patrimônio histórico, a acessibilidade, a iluminação pública, a segurança e urbanismo", detalhou Furlan.

De acordo com o democrata, ao longo do trabalho serão elaborados relatórios que embasarão um projeto final. Furlan não descartou também a busca de recursos para viabilizar obras e ações. "Vamos ver quais serão os vereadores que participarão e dividiremos os assuntos em comissões. A diferença da frente com a CEV, é que a comissão tem um único tema e um prazo específico. Com a frente, podemos tratar de vários temas, todos os vereadores podem participar e o prazo pode seguir até o fim do mandato", esclareceu Furlan.

A iniciativa proposta pelo democrata teve apoio dos demais vereadores que destacaram a importância de discutir ações e soluções para o centro. "A região central histórico precisa de atenção e políticas públicas claras", destacou o vereador Mauro Araújo (PMDB).

O vereador Francisco Moacir Bezerra de Melo Filho (PSB), o Chico Bezerra, avaliou que a questão do estacionamento é apenas um dos pontos que precisam ser debatidos. Para o vereador José Antonio Cuco Pereira (PSDB), todos as demandas poderão ser discutidas de forma abrangente.

Aprovação

Os vereadores aprovaram ontem a criação de um Conselho Municipal de Políticas sobre Drogas. Entre as ações aguardadas, o grupo discutirá iniciativas para evitar o contato dos jovens com entorpecentes. Foi aprovada ainda, a inserção do Festival e Concurso de Bandas e Fanfarras (Festconfaban) no calendário turístico do município.