Presidente e Jô negam cobrança de torcedores

Roberto de Andrade elogiou a postura da torcida
Roberto de Andrade elogiou a postura da torcida - FOTO: Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians
O atacante Jô e o presidente do Corinthians, Roberto de Andrade, deram entrevista coletiva ontem para falar sobre a reunião que tiveram com membros da torcida organizada Gaviões da Fiel. E ambos fizeram questão de elogiar a postura dos torcedores. O dirigente, inclusive, se disse sempre aberto para recebê-los e explicar o que acontece com a equipe. "O torcedor é parte integrante do futebol. Desde que assumi a presidência, assumi a postura de dialogar e explicar", disse o dirigente.

Roberto de Andrade chegou a se exaltar quando questionado sobre uma possível cobrança por parte dos torcedores, que ficaram reunidos com ele, mais o gerente de futebol, Alessandro Nunes; o diretor de futebol, Flávio Adauto; e os jogadores Cássio, Gabriel, Jô e Balbuena. "Vi com muito bons olhos, foi uma coisa boa a visita. Eles vieram em prol de uma coisa só, que é tentar contradizer o que falam aí fora. Falaram que ia vir cobrança, que precisávamos jogar bola, isso e aquilo. Eles vieram em paz e para avisar que estão com a gente neste momento. Sou criado aqui dentro e sei o quanto temos que correr", disse Jô.

O Corinthians decidiu antecipar a concentração para o jogo contra a Ponte Preta, neste domingo, em Campinas (SP), pelo Campeonato Brasileiro. A comissão técnica já fez isso em outras oportunidades, quando teve jogos decisivos no Campeonato Paulista e em clássicos. Segundo Roberto de Andrade, a decisão nada a tem a ver com a reunião realizada nesta quarta-feira com membros da torcida organizada Gaviões da Fiel. (E.C.)

Deixe uma resposta

Comentários