A cor do outubro

Outubro é o mês de conscientização e combate ao câncer de mama. O movimento popular internacionalmente conhecido como Outubro Rosa é comemorado em todo o mundo. O nome remete à cor do laço rosa que simboliza, mundialmente, a luta contra o câncer de mama e estimula a participação da população, empresas e entidades nesta luta.

Este movimento teve início na década de 1990 nos Estados Unidos, quando vários Estados tinham ações isoladas referente ao câncer de mama e/ou mamografia em outubro.  Tal campanha logo atravessou as fronteiras.

Hoje no Brasil e em outros países ganha vida este movimento que dura o mês inteiro e busca alertar sobre os riscos e a necessidade de diagnóstico precoce deste tipo de câncer, que é o segundo mais recorrente no mundo, perdendo apenas para o de pele. As ações realizadas contribuem para o aumento da consciência sobre os riscos de uma doença que ainda faz vítimas no mundo todo.

Novos dados da Organização Mundial da Saúde (OMS) indicam que a cada ano 8,8 milhões de pessoas morrem de câncer, a maioria em países de baixa e média renda. Segundo a OMS, o número é tão alto que é duas vezes e meia maior que o número de pessoas que morrem por complicações relacionadas ao HIV/AIDS, tuberculose e malária combinadas. Menos de 30% dos países de baixa renda têm serviços de diagnóstico e tratamento acessíveis. Justamente pela falta de acompanhamento médico e os necessários exames periódicos é que o número de óbitos é muito grande nesses países.

São inúmeras e diversas as ações que compõem o movimento Outubro Rosa, mas todas direcionadas à conscientização da prevenção precoce. O uso dos laços rosa, a organização de corridas e caminhadas e a ação de iluminar de rosa prédios públicos, pontes e monumentos são todas iniciativas válidas para chamar atenção de todos para o problema. Esta não é uma luta só das mulheres, mas que deve ser de todos. Vamos exigir a multiplicação de ações para revertermos esse quadro.

Deixe uma resposta

Comentários