Livros

Em meio a tantas crises, como a econômica, que engatinha na busca de melhores resultados, ou ainda a da saúde, que sofre com a falta de investimentos, parece não haver muitas alternativas para acreditar em um futuro promissor. Mas, estes caminhos ainda existem, especialmente na área da educação. Cada vez mais percebemos o quanto é importante o acesso ao ensino de qualidade e que ele seja vivenciado com valores, estímulo à cidadania e respeito ao próximo, papel não apenas da escola, mas também dos pais e responsáveis.

Como parte fundamental deste caminho está o incentivo à leitura. Por meio dos livros, é possível conhecer outros países, outras culturas e 'vivenciar' outras realidades. Um mundo a que poucos têm acesso, seja pela educação precária que receberam, seja por não ter este hábito cultivado desde os primeiros anos de vida, ou ainda pelo alto custo dos livros no país.

Há iniciativas, no entanto, que nos fazem retomar a esperança no crescimento do número de leitores, num despertar para o conhecimento e para o senso crítico sobre tudo que nos rodeia. São pessoas que se propõe a agir em favor do outro e servem de inspiração para que a mobilização seja cada vez maior. Entre os projetos, há o Livro Livre, que em Mogi acontece por meio de uma parceria do Lions Clube Mogi Itapety com a Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM), e conta com eventos e a distribuição de livros em estações. Assim, a viagem proporcionada pela leitura, pelo conhecimento, continua pelas diferentes paradas das linhas, e vai e volta nas mãos de diferentes usuários.

Esta semana, na Universidade de Mogi das Cruzes (UMC), é possível doar um exemplar para o projeto Vida Literária, que beneficia escolas públicas do Alto Tietê com palestras de incentivo à leitura e distribuição de livros. A ação começou ontem e segue até sábado. São indicadas poesia, literatura, romances, ficção e autoajuda, e não obras didáticas ou técnicas. Ações como essas são primordiais para que se desenvolva o senso crítico nas crianças, formando cidadões cada vez mais conscientes e preocupados com os problemas enfrentados pela sociedade.