Lula visita Ferraz para se defender

Ex-presidente falou por cerca de uma hora em Ferraz
Ex-presidente falou por cerca de uma hora em Ferraz - FOTO: Juliana Oliveira
O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva esteve ontem à tarde no bairro Tanquinho, em Ferraz de Vasconcelos, para se defender das acusações que vem recebendo nos últimos meses, entre eles o de receber um apartamento duplex no Guarujá como propina. A estratégia do Partido dos Trabalhadores (PT) é justamente viajar por todo o Brasil para que o político possa dar a sua versão sobre os processos em que é réu.

O líder do PT esteve rodeado de vereadores correligionários do Alto Tietê e membros do alto escalão petista, entre eles o presidente estadual da legenda, Luiz Marinho, e o vereador de São Paulo e ex-senador Eduardo Suplicy.

Marcado para começar às 14 horas, o espaço onde o ocorreu o evento não estava completamente cheio. Lideranças regionais discursaram, e também houve apresentações de música, antes da chegada de Lula, que ocorreu às 16h30.

Durante o discurso, que durou aproximadamente uma hora, o ex-presidente se defendeu das acusações que tem recebido, e falou de quando era chefe do Executivo nacional, citando até o município de Ferraz. "Na época em que eu era presidente e o Jorge Abissamra era prefeito, eu o recebi mais de 25 vezes em Brasília, sem audiência marcada, sem nada. Para mim não importava o time de futebol, a religião ou o partido, eu sempre atendia todo mundo igual", desabafou o petista.

O ex-presidente também aproveitou o espaço para atacar adversário políticos, como o governador Geraldo Alckmin, o prefeito de São Paulo, João Dória, ambos do PSDB, e o presidente da República, Michel Temer (PMDB). "Quando chegar 2018 nós vamos falar 'vocês deram o golpe, agora nós vamos eleger alguém que cuide dos pobres'". Lula deixou o local sem falar com a Imprensa

Repercussão

Pouco antes do discurso de Lula, o presidente estadual do PT conversou com a reportagem e falou da estratégia do partido: "Nós estamos levando essa agenda por todo o Brasil para mostrar a versão do presidente. Já estivemos no Nordeste e vamos na semana que vem para Minas Gerais".

Questionado se o PT já está realizando uma pré-campanha, Luiz Marinho respondeu que não, mas admite que algo já está sendo semeado para 2018. "Ano que vem as eleições serão difíceis. Pretendo sair como candidato a governador, mas ainda não está definido".

Para Vanderli Ferreira Dourado, o Derli do PT, que já foi vereador e atualmente é membro do diretório estadual, a vinda de Lula mostra a força do PT. "O partido é muito importante. Nós conseguimos mobilizar esse evento aqui hoje, e isso mostra a nossa organização. Está certo que tem a crise política, mas ela não atinge somente a nós, mas os demais partidos também".

Por fim, o vereador de Mogi das Cruzes, Rodrigo Valverde, informou porque Ferraz foi escolhida para receber o ex-presidente. "Todas as cidades da região se interessaram, mas houve uma votação e Ferraz e Guarulhos foram escolhidas. Mas no ano que vem, ainda no primeiro trimestre, ele deve visitar Mogi, Itaquaquecetuba e Suzano", finalizou o parlamentar mogiano.

Deixe uma resposta

Comentários