Homem é preso por estuprar enteadas

Registros nos órgãos especializados têm aumentado
Registros nos órgãos especializados têm aumentado - FOTO: Juliana Oliveira/Mogi News
Um pasteleiro de 39 anos foi preso na manhã de ontem, no bairro Vila Industrial, em Mogi das Cruzes, acusado de ter estuprado as quatro enteadas. O homem foi levado para a Delegacia de Defesa da Mulher (DDM), que irá investigar o caso. Servidores da Guarda Civil Municipal (GCM) levaram o suspeito até a delegacia.

Informações passadas à reportagem pela própria GCM revelam que foram os familiares das vítimas que pediram ajuda para deter o homem. Ao chegar no imóvel, os guardas entraram e ainda puderam notar uma criança deixando o quarto do suspeito. Quando os GCMs acessaram o cômodo onde estava o pasteleiro, eles o flagraram consumindo drogas. Além dos entorpecentes, nenhum outro material ilegal foi localizado. O pasteleiro acompanhou os GCMs, sem apresentar resistência, até a DDM de Mogi.

Das quatro supostas vítimas apontadas até o momento, algumas foram questionadas pelos próprios guardas civis e confessaram que teriam sofrido abuso sexual. Estiveram nessa ação os GCMs das Rondas Ostensivas com Moto (Romo), Godoy e Cláudio Henrique. A partir de agora a delegacia abrirá inquérito policial para investigar o caso. As enteadas do pasteleiro deverão passar por exames do Hospital Pérola Byington, na capital, para constatar a violência sexual.

Capacitação

Esse caso de estupro ocorreu na mesma semana em que a Prefeitura de Mogi iniciou uma capacitação para os GCMs voltada para a criação da patrulha Maria da Penha. Ao todo, cem servidores deverão participar do processo. Após o término do curso, em novembro, a administração municipal, em conjunto com o Poder Judiciário, irá realizar uma análise de demanda para os casos que serão acompanhados. Ainda será verificado quantos profissionais e viaturas serão necessários para a patrulha.

Deixe uma resposta

Comentários