Dinâmica de escola de Mogi inspira a inovação do ensino

Alan:
Alan: "Tutoria orienta a nossa trajetória escolar" - FOTO: Suéller Costa
Imagine para um jovem da faixa etária dos 15 aos 18 anos permanecer numa escola ao longo de nove horas? Chegar logo pela manhã e ir para casa no final da tarde. Para muitos, a rotina pode parecer cansativa e até inviável, diante de uma geração cada vez mais imperativa e sagaz por um conhecimento imediatista. No entanto, quem tem a oportunidade de vivenciar essa experiência afirma quanto seus dias são significativos, uma vez que são permeados de conhecimentos diversificados e aprendizados que levarão para a vida. Este é o cenário da Escola Estadual Professora Adelaide Maria de Barros, localizada em Mogi das Cruzes, a segunda unidade da cidade que atua com o Programa de Ensino Integrado (PEI) no Ensino Médio. Ela é uma referência nesse modelo de ensino, e, com o interesse do Ministério da Educação em ampliar o número de escolas com esse formato, ela servirá de referência durante a fase de implantação das futuras reformas no ciclo final da Educação Básica.

Promover um aprendizado que tenha sentido, que seja usufruído no cotidiano e se torne importante para os educandos faz parte da rotina pedagógica da escola, que, segundo os gestores, tem o protagonismo juvenil como premissa e a relação horizontal entre alunos e professores como missão. Segundo a diretora, Rosana Silvestre Pires Rocha, a dinâmica é diferente de uma escola tradicional. Ao longo do dia, os alunos possuem as matérias obrigatórias do seu ciclo educacional e as disciplinas diferenciadas, que exploram artes, comunicação, tecnologia, ciências, sustentabilidade, além de opções voltadas à formação cidadã.

São incluídas na grade curricular do Ensino Médio, por exemplo, Orientação de Estudos, Preparação para o Mercado de Trabalho e Preparação Acadêmica. Também faz parte do conteúdo o Projeto de Vida, que visa à preparação do aluno para o mercado profissional, mas também para a sua formação como ser humano. "Para a elaboração das matérias eletivas, os temas procuram contribuir com o Projeto de Vida dos alunos. Os professores escolhem assuntos que os estudantes elegem e que atendam às suas necessidades. E, após uma eleição, há a definição das disciplinas que serão lecionadas. Temos, por exemplo, aulas de Blog, Jornal, Fotografia, Teatro, Tecnologia. Outra atividade interessante são os clubes, que são organizados pelos próprios alunos. São grupos de estudos voltados para áreas que eles querem explorar o aprendizado", explica.

Segundo o coordenador geral, Luiz Vieira Pita Neto, apostar no conhecimento integrado conduz a dinâmica da escola. "Queremos desenvolver habilidades, competências e conhecimentos múltiplos. Somos uma escola que ajuda na formação constante dos nossos alunos, ajudando-os em seus interesses e em suas decisões. Somos uma unidade comum, que também têm os seus conflitos, mas nada tão grave, que não possamos resolver. Trabalhamos bastante os valores, e isso ajuda na construção de um aluno diferente", ressalta.

Tutoria

Quem tem um papel importante na orientação dos alunos em seu Projeto de Vida é o tutor. Trata-se de um educador que assume a responsabilidade de acompanhar seu estudante em sua trajetória. Esta atividade faz parte do projeto chamado Tutoria, cujo objetivo é construir uma positiva parceria entre aluno e professor. "A tutoria nos ajuda a buscar soluções para problemas escolares e pessoais. Os tutores nos orientam no que for possível", elogia Alan Ramos, do 3º ano do Ensino Médio.

TRAJETóRIA ESCOLAR ENRIQUECEDORA

Prestes a se formar, os alunos que estão no terceiro ano revelam que o período que permaneceram na escola foi engrandecedor e as ricas experiências farão parte da sua trajetória de vida.Para eles, todos deveriam ter essa oportunidade para concluir esta importante etapa de seu aprendizado devidamente preparado. "O programa apresenta uma proposta diferente, pois estimula a autonomia do aluno para que ele possa participar na sua unidade. O formato, com as várias disciplinas e o programa de formação, amplia a nossa visão para conhecermos as áreas diferenciadas e escolhermos aquelas que nos movem. Além disso, destaco a afinidade entre todos, como passamos uma boa parte de nossa vida por aqui, criamos uma verdadeira família entre os alunos e os professores, que nos acolhem e nos orientam no que for preciso. A escola é acolhedora e há um respeito recíproco entre todos. Os educadores se preocupam conosco e a nossa formação, e nos orientam a formar o nosso Projeto de Vida. A cada bimestre registramos nossos objetivos e listamos o que desejamos", compartilha a aluna Cassiane Aparecida Silva, 17 anos, do 3º ano do Ensino Médio.

Deixe uma resposta

Comentários