Amigo de Temer se torna alvo da operação Lava Jato

A força-tarefa da Lava Jato relatou ao juiz Marcelo Bretas, da 7.ª Vara Federal no Rio de Janiero, que o empresário Vanderlei de Natale, amigo do ex-presidente Michel Temer (MDB) e também alvo da Operação Descontaminação, tentou ocultar um notebook no dia de sua prisão. O equipamento foi encontrado debaixo do sofá na casa de Natale.

Outro alvo da investigação, coronel João Baptista Lima Filho, o coronel Lima, lançou mão da mesma estratégia para tentar despistar os investigadores ao ocultar dois celulares sob a almofada do sofá.

O executivo foi denunciado, anteontem, por suspeita de lavagem de dinheiro no esquema de propinas sobre as obras da usina nuclear de Angra 3, no Rio. Em cota da acusação formal, o Ministério Público Federal relata ao magistrado que no dia 21, data da prisão dos alvos da Descontaminação, 'foi identificada uma série de objetos materiais na casa' de Vanderlei de Natale, alvo também de mandado de busca e apreensão. Segundo os procuradores, alguns dos objetos 'poderiam ser de utilidade para a investigação'. (E.C.)

 

Deixe uma resposta

Comentários