Projeto apoia entidades protetoras dos animais

Voluntários ajudarão na separação de todo o material
Voluntários ajudarão na separação de todo o material - FOTO: Ney Sarmento/PMMC
A presidente do Fundo Social de Mogi das Cruzes, Karin Melo, fez, na tarde de ontem, o lançamento oficial do projeto Tampinha Solidária. Ao lado do prefeito Marcus Melo, ela apresentou os detalhes da ação, que é inédita na cidade e busca transformar tampinhas plásticas em apoio a ONGs e protetores independentes de animais da cidade.

A ideia do Fundo Social é mobilizar todos os cidadãos, para que eles passem a separar as tampinhas plásticas de produtos diversos, como refrigerante, água mineral, xampu, detergente, requeijão e até canetas ou potes de sorvete, por exemplo. Essas tampinhas serão encaminhadas para a reciclagem e a verba obtida com a venda será revertida para a compra de ração, que será encaminhada às entidades e pessoas que resgatam e cuidam de animais abandonados.

Cem galões com o rótulo oficial da campanha serão colocados em pontos de grande circulação de pessoas e servirão como pontos de coleta. Porém, como explicou a presidente do Fundo Social, qualquer pessoa pode ter o seu próprio ponto de coleta."É uma prática que começa no nosso dia a dia, abandonando o hábito de jogar as tampinhas plásticas fora e passando a guardá-las, para destinar à campanha. Todos podem ter seus pontos de coleta. Não precisa ser com o galão. Se você tem um comércio, basta colocar uma caixa de papelão e o cartaz da campanha para identificar a ação", explicou, lembrando que os cartazes e o material de identificação visual da ação está disponível na sede do Fundo Social.

Deixe uma resposta

Comentários